Êxodo 20.25: “Se me fizerem um altar de pedras, não o façam com pedras lavradas, porque o uso de ferramentas o profanaria.”

Algumas vezes, ao lermos versículos na bíblia, aparentemente não fazem muito sentido, as palavras, ideias e advertências, expostas neles, porém, quando analisados a luz do contexto histórico, trazem importantes lições para nossas vidas.
O versículo de hoje se encontra no livro de Êxodo 20.25: “Se me fizerem um altar de pedras, não o façam com pedras lavradas, porque o uso de ferramentas o profanaria.
A primeira vista parece uma proibição boba, afinal, porque IAVÉ estaria preocupado com pedras feitas sob medida, para serem usadas em uma churrasqueira? Para entender o sentido da proibição, é necessário se entender o contexto dela, portanto, analise comigo, o motivo, e as lições que podemos aprender com este texto bíblico.

Sacrifício Agradável Requer Tempo e Dedicação

Antes de tudo, um altar dedicado a IAVÉ, não é uma simples churrasqueira. A verdade é que em tempos imemoráveis, todos os povos da terra, ofereceram animais, comida, tesouros e até mesmo humanos em sacrifícios aos seus deuses, queimando-os em altares dedicados a esta função.

Não foi diferente com o povo Judeu, Deus esclareceu que se eles fossem oferecer ofertas de sacrifício a Ele, deveriam ter especial cuidado com o altar.

O altar dedicado a IAVÉ, eram diferente de todos os outros, a começar pela forma como era construído; ao em vez de usar pedras moldadas, feitas sob medida, as pedras deveriam ser brutas, em estado natural.

Esta obrigação acarretava um problema: como achar pedras que se encaixasse uma na outra? A principio, o ofertante poderia pegar pedras menores e tentar encaixa-lás, uma nas outras, porém, logo percebia, que se precisasse repetir o processo, não se lembraria da sequência correta; sobrava, apenas, a opção de encontrar pedras grandes o suficiente, para servirem como paredes do altar.

Entretanto, ainda assim, precisava encontrar outras pedras, que se encaixasse nas primeiras. a busca poderia durar todo uma vida. Porém, aqui esta a primeira lição que Deus ensinava aos hebreus: o sacrifício que lhe agradava, começava, com o tempo investido na montagem do altar. O hebreu que desejasse oferecer sacrifícios em sua residência, devia buscar, caçar e encontrar pedras brutas que se encaixasse uma na outra, para que altar ficasse de pé, quando a oferta era queimada em honra a Deus. Pode parecer ser simples, mas tente achar pedras brutas em seu quintal ou em outro ambiente, que se encaixe, uma na outra! É uma tarefa complexa. Você levara horas para conseguir 4 pedras que se sustentem, agora, imagine achar 12 pedras!

Altar que Agrade a Deus

O altar hoje representa a nossa vida, isto significa que se desejamos, viver uma vida que agrade a Deus, precisamos estar dispostos, a construir uma vida, conforme as especificações impostas por Deus, através de sua palavra. Obviamente isso não é uma tarefa fácil, e assim como os hebreus podiam levar anos para construir o altar com as pedras brutas corretas, o mesmo pode ocorrer conosco, podemos levar anos, décadas, para que possamos ganhar a aprovação do Criador, em relação ao nossa missão: viver para Cristo.

As Pedras do Altar

Se por um lado, o altar significa a nossa vida, as pedras representam cada aspecto ou área de nosso viver, como a nossas finanças, nossos relacionamentos pessoais, nossa família, nossa comunhão com Deus, nosso casamento, etc;

O fato é que cada uma das áreas precisam estar de acordo com o padrão divino, para que as pedras se encaixem na especificação do altar. Deus deseja que a pessoa que se propõem a viver uma vida para Ele, seja completa em tudo! Deus requer que sua vida financeira esteja adequada ao seu viver; Deus requer que suas emoções estejam sob controle; Deus requer que sua comunhão com Ele, seja plena; Deus requer que você viva em paz com seus vizinhos e que respeite leis e autoridades constituídas; todos este aspectos precisam serem cumpridos, para que sua vida agrade a Deus.

Deus Não Aceita Pedra Lavrada

Você deve estar se perguntado, afinal, porque Deus não aceitava um altar com pedras entalhadas, moldadas por ferramentas? Aparentemente as pedras moldadas deixam o altar lindo e com ótimo alinhamento, porém, escondem um perigo espiritual.

venus de alabastro
Vênus feita de alabastro

A mesma ferramenta que molda ou entalha uma pedra para um altar dedicado a Deus, é a mesma que constrói, um ídolo de pedra, prata ou ouro, que rouba a glória e a dedicação que deveria ser dado a IAVÉ, por este motivo, Deus não aceitou pedras entalhadas ou moldadas por ferramentas humanas.
Quando o povo de Israel, entrou na terra prometida, encontrou povos que adoravam deuses feitos de pedras, isso significava, que haviam escultores que sabiam trabalhar com pedras, logo, podiam serem integrados ao povo hebreu; o problema é que estas pessoas preferiam fazer deuses e ídolos, do que fazer pedras para altar, já que ídolos e deuses eram mais lucrativos do que pedras para servirem de parede de altar, além disso, havia a questão egocêntrica do escultor, que desejava ver seu trabalho sendo adorado como deus, e seu nome reverenciado como o escultor da imagem, do que ninguém saber quem havia moldado as pedras de altar doméstico. O fato é que as pedras do altar não tinham a importância que o sacrifício sobre elas tinha, por outro lado, um ídolo podia passar gerações sendo reverenciado, levando com isso o nome do escultor.

pedra sabão
Bloco de Pedra-Sabão

Deus não aceita que nossas vidas se torne mais importante do que a mensagem que ela deve carregar. Precisamos transparecer a Jesus Cristo, porém , se partes da nossa vida, ganha mais destaque do que Cristo em nós, o nosso sacrifício não é válido perante Deus.
Construir um altar com pedra lavrada em nosso dias, significa, querer viver uma vida que agrade a Deus, com influências ímpias ou seguindo estilos de vidas contrários a palavra de Deus.

Pedras Lavradas não Servem para Sacrifício.

Outro fato que impedia o uso de pedras lavradas, em um altar dedicado a Deus, era o fato que os escultores da época, utilizavam pedras fáceis de serem esculpidas, com pouca dureza, para esculpirem ídolos, deuses e cenas da vida cotidiana, logo, se fossem entalhar ou moldar pedra para altar, utilizariam o material mais comum que trabalhavam. Acontece que pedras fáceis de serem esculpidas, são fáceis de serem quebradas, além disso, não suportam altas temperaturas por longos períodos, vindo a se deformar e perdendo os padrões de encaixe, inutilizando todo o altar.

Em nossos dias, não podemos esperar construir uma vida que agrade a Deus, seguindo pessoas famosas e celebridades que vivam distantes dos padrões bíblicos. Todas vezes que desejamos copiar um estilo de vida, de uma celebridade ímpia do instagram ou youtube, estamos tentado construir o altar dedicado ao Senhor com pedra lavrada. Seremos amaldiçoados pelo Criador, por não levarmos a sério sua advertência e zombarmos de sua soberania, rendendo-lhe adoração profana, em um altar construído sob especificações mundanas. 

Imagine ser rejeitado por sua família, ser escravizado, ser punido com a prisão por um crime que não cometeu, e ainda assim, superar tudo isso e alcançar seu sonho? Conheça a surpreendente história de José, e as lições que podemos tirar dela, para vencemos os obstáculos de nossa vida!

jose-pq

O Altar como Legado

Porque construir um altar doméstico, se existe um altar coletivo, feito sob medida divina? Porque seguir uma vida íntima de comunhão com Deus, se podemos nos esconder na multidão daqueles que se dizem cristão?
Quando Deus ordena que o altar não deveria ser construído com pedras lavradas, Ele orientava a construção do altar coletivo e dos altares domésticos que hebreus, por espontânea vontade, desejassem construir em sua honra. O fato é que construir altar sempre foi uma atividade doméstica dos personagens bíblicos, anteriores, a história dos hebreus; todos os patriarcas apresentaram sacrifícios a Deus, em altares que eles construirão. Porém, havia uma singularidade em comum nos sacrifícios dos patriarcas: o altar era o mesmo. Não importava para onde os patriarcas se dirigissem, as pedras brutas, eram levadas com eles; quando chegavam em uma nova terra, eles montavam o altar com as pedras de sempre; essas pedras eram sempre repassadas como herança espiritual ao novo chefe da família. Abraão legou seu altar para Isaque, que deixou-o como herança para Jacó.
Este fato nos traz uma importante lição: nosso altar não serve apenas para sacrificar a Deus, ele também serve como legado espiritual e testemunha de nossa fé para nossa família. Uma vida dedicada a Deus, será um importante exemplo a ser seguido por sua posteridade. Se eu me dedicar ao Senhor, meus filhos colheram os resultados dessa dedicação.
Porém é impossível deixar um altar como legado, se ele for construído de pedras-sabão, ardósia, ou alabastro; altares com pedras deste tipo, simplesmente se esfarelam pelo caminho. Por isso Deus ordena aos hebreus, que se fossem construir um altar, as pedras deveriam serem brutas, isto é, elas precisam aguentar a jornada da vida, elas precisam resistir aos sacolejo das viagens, elas precisam resistir aos desertos, e o mais importante, elas precisam resistir ao tempo, para que seus filhos, netos e bisnetos, tenham um legado, e possam continuar sacrificando a Deus.

Deus ainda esta interessado em homens e mulheres que desejam construir uma vida dedicada a Ele!

Não é uma vida dentro de monastério enclausurado ou uma vida dentro de uma igreja 24 horas por dia, mas uma vida que tenha a palavra de Deus como alicerce. Arranjar as pedras para esta construção não é fácil, podendo levar a vida toda.

Mas o resultado, é incrível! Deus aprovara seu sacrifício e sua posteridade, terá alguém para seguir os passos. E ai, ta disposto a viver uma vida para Deus?

Elias foi um dos caras mais resilientes da Bíblia, justamente, porque soube suportar as dificuldades da vida, mais nem sempre foi assim… que ver? As 10 lições que aprendi com o profeta Elias.

elias-pq

Anúncios