Imagine que você siga os passos de alguém que considera importante e após algum tempo, a ocasião permite você conheça seu ‘guru’ pessoalmente; Enfim, você está feliz e ansioso por conhecer a pessoa, que tanto contribui para o bem de sua vida, no entanto, pelo excesso de entusiasmos acaba cometendo equívocos que deixam o alvo das atenções, irritado ou chateado, aponto de dizer palavras duras a você ou ao seu respeito. Diante desta situação qual seria sua reação?

Oi, leitor pra você que chegou neste Post, o título acima corresponde a 13º lição da CPAD para a classe de Jovens do 3º trimestre de 2018.

Lições Bíblicas 3° Trimestre de 2018 - Jovens Professor – CPAD

Enquanto você pensa e pondera como reagiria, leia o texto de Marcos, 7.24-30:

“Nisso Ele deixou a Galiléia e foi para a região de Tiro e Sidom; e procurava conservar em segredo o fato que Ele estava ali, mas não pôde. Porque, como de costume, a notícia da sua chegada espalhou-se depressa. Imediatamente veio a Ele uma mulher, cuja filhinha estava possessa de um demônio. Tendo ouvido falar de Jesus, agora veio e caiu aos pés dEle. Suplicava-Lhe que livrasse a filha dela do poder do demônio, ( porém ela era sirio-fenicia, uma “estrangeira desprezada! ” )Jesus lhe disse: “Primeiro eu tenho que socorrer a minha própria família – os judeus. Não é correto tomar a comida dos filhos e jogá-la para os cachorros”.Ela respondeu: “É verdade, sim Senhor, mas até mesmo os cachorrinhos debaixo da mesa recebem os restos dos pratos das crianças”.”Muito bem! ” disse Ele. “Você respondeu bem – tão bem que Eu já curei a sua filhinha. Vá para casa, porque o demônio já a deixou! “E quando ela chegou em casa, sua filhinha estava deitada quietinha na cama, e o demônio havia ido embora.”

A bíblia é maior livro de PNL (Programação Neurolinguística) escrito em todos os tempos! Independentemente do que você acha de Deus, dos cristãos, de Jesus, ou mesmo da própria bíblia, ela continua sendo o melhor manual que ensina alguém sem conhecimento da vida e sem o controle das emoções, a dominar seus sentimentos e reações emotivas, através de freios e contrapesos psicológicos. A história acima representa um destes ensinos, vejamos:

  1. Jesus e seus discípulos precisaram sair da galileia.

    Este é um importante fato. Jesus e seus discípulos precisaram fazer uma pausa na carreira ministerial para recuperar as baterias, afinal, estavam em um constante movimento de propagação do evangelho de Jesus Cristo, ocorre que esta propagação era feita de forma ininterrupta, com quase nenhum descanso, já que todas as vezes que Jesus e seus discípulos tentavam descansar, eram surpreendidos pela multidão que não os deixavam em paz, quer fosse em sua casa, na casa de amigos ou mesmo nos desertos, por este motivo, Jesus decidiu tirar dias de descanso em uma casa de um conhecido judeu, esta casa era fora das terras das antigas 12 tribos de Israel, a região fenícia, hoje, o país do Líbano; A escolha de Cristo fazia todo sentido racional, pois os judeus e os galileus não o seguiriam para região, por falta de logística e com o medo de se contaminarem cerimonialmente com os chamados incircuncisos, além disso, Jesus sabia que poucas pessoas daquela região, conheciam sua fisionomia e portanto, por mais que ouvissem falar dele, não o reconheceria publicamente.

  2. A mulher siro-fenícia interrompe o descanso de Jesus.

    Jesus esperava descansar e repor as energias, afinal, ainda, era um ser humano, porém, sua tranquilidade é interrompida, quando uma mulher fenícia descobre a casa onde estava alojado e a invade em busca de ajuda para sua necessidade. Anteriormente fiz a pergunta, sobre a hipótese de você, ser maltratado por alguém que considera superior, um exemplo a ser seguido, só que agora a pergunta é invertida: Imagine que você seja alguém reconhecido e de grande fama, como você reagiria se uma pessoa(fã) invadisse seu espaço ou momento de descanso?

    A despeito da necessidade dela, Jesus não gostou nem um pouco de sua atitude. Ele estava cansado, além disso, a mulher invadiu um local de privacidade e descanso onde residiam apenas homens, que provavelmente não esperavam a visita de mulher, portanto, não estavam adequadamente vestidos para receber uma, além disso, Jesus evitava escândalos negativos que causassem prejuízo a propagação do seu evangelho, logo, uma mulher estrangeira dentro de uma casa repleta de homens judeus, poderia causar sérias dificuldades a expansão do reino de Deus e a sua mensagem. Portanto não é de admirar que Jesus lhe dá uma resposta ofensiva comparando-a cães, depois que esta lhe contou, sua história;

  3. A resposta que muda tudo.

    Não era comum uma família judaica ter um cão como animal de estimação na época do Jesus-homem, porém, Jesus inclui em sua casa este animal, com isto, estava comparando os gentios a este animal, porém, deixava claro, que estes tinham alguma importância para Deus.

    A mulher entende que Jesus a compara a um animal, mal visto pelos judeus, porém, em vez de se revoltar e xingar a Cristo de volta, ela dá uma resposta humilde e genial; “É verdade, sim Senhor, mas até mesmo os cachorrinhos debaixo da mesa recebem os restos dos pratos das crianças”.Na resposta ela reconhece Jesus Cristo como senhor, portanto, aceita o insulto de Cristo como correto e devolve que mesmo os cães tinha necessidade de carinho e amparo por seu dono(s) e senhores, esta resposta, acerta em cheio a compaixão de Cristo pelas pessoas, ao ponto Dele esquecer que havia sido desrespeitado em seu momento de descanso, por fim, ela acredita na ordem de Jesus e volta para casa, encontrando sua filha liberta do demônio e das consequências da atuação maligna.

Conclusão

Esta história apresenta a melhor forma que devemos reagir frente aos momentos em que somos contrariados na vida, seja por situações inesperadas, falsos amigos, palavras duras ditas a nós.

A mulher fenícia tinha vários motivos para xingar a Cristo, em sua resposta, face, a comparação que Ele fizera, ela podia reclamar que Ele era machista e preconceituoso, ou então ir nos grupos de fofoca de sua época e dizer o quanto Cristo tinha sido Maldoso com ela, não se importando com sua filha possuída por entidades malignas, porém, ela resolve se humilhar e reconhecer Jesus como alguém melhor do que ela, esta abordagem, faz com que Jesus reconheça a sabedoria da mulher, e ordene a benção em sua casa.

A melhor vantagem da sabedoria é que ela nos ensina a viver bem com Deus e com os homens, neste caso, a mulher fenícia colocou em prática o ensinamento de Pv 15.1, que diz “UMA RESPOSTA AMIGA e delicada acalma os nervos mas quem responde com raiva provoca brigas e confusão.”

Leitor guarde bem a lição da mulher fenícia, se a vida te dá limões, faça uma limonada! Se todas as vezes em que você for contrariado, reagir com xingamento, violência e revolta, só terá maiores dores de cabeça. Faça como a mulher fenícia, tente tirar o melhor de si, face, as situações adversas!

Obs: Senão puder responder de forma afável, cale a boca!

E ai, gostou do  artigo? Que tal abençoar minha vida? Tenho 2 livros, físico e e-book, publicados na Amazon que podem abençoar ainda mais a sua vida. Desde já, obrigado por sua Generosidade, e que Deus o abençoe cada vez mais!

As 10 Lições que aprendi com José

jose-pq

As 10 Lições que aprendi com o profeta Elias

elias-pq