lago kinneret
Lago Kinneret

Você já ouvi falar do lago Kinneret? Provavelmente não! Ao menos com este nome; o lago Kinneret está localizado em Israel, é mais conhecido como o mar da galileia; Apesar de ser mais conhecido por mar, o lago da galileia ou Kinneret, é um imenso lago de água doce, cuja extensão são 26 km de comprimento por 9 km de largura; o lago ganhou este nome de mar, pois nos tempos antigos era chamado assim, pelas pessoas ao seu redor, que devido, a baixa tecnologia da época, não conheciam, sua total extensão, além disso, o lago também tinha tempestades semelhantes as que ocorrem no mar mediterrâneo;

Oi, leitor pra você que chegou neste Post, o título acima corresponde a 7º lição da CPAD para a classe de Jovens do 3º trimestre de 2018.

Lições Bíblicas 3° Trimestre de 2018 - Jovens Professor – CPAD

E por falar de mar da galileia…Sabia que boa parte do ministério de jesus ocorreu as margens deste lago? O motivo é que por ser um lago de água doce, em uma região semiárida, é comum que cidades e povoados se desenvolvam ao redor do lago, tem sido assim, desde a época dos patriarcas bíblicos, passando aos anos de Jesus e até mesmo aos dias de hoje;

lago galileia epoca de cristo
Lago da galileia, na época de Cristo Jesus.

Porque Jesus precisou andar sobre as águas?

Agora que você conhece o lago da galileia ou Kinneret, voltemos ao título deste artigo. O milagre de andar sobre as águas; A pergunta é por que jesus precisou andar sobre as águas, se os seus discípulos tinham e estavam atravessando o lago em um barco? Para responder esta pergunta, voltemos a lição passada;

Jesus alimenta uma grande multidão através de 5 pães e 2 peixes; este milagre é notório e causa de comoção e arrebatamento na multidão, que começa a confabular, em torna Jesus, rei de Israel, contra sua vontade, Jesus, sabendo disso, resolve sair do meio do povo e do lado de seus discípulos e se isola em monte, enquanto a multidão se dissolve e voltam para suas casas;

Enquanto Jesus se isola da multidão, seus discípulos incentivavam o povo a voltar para casa;

O problema nisso tudo, era que a multidão voltava para casa, decepcionada com atitude de desistência de Jesus em relação a ser feito rei, porém, ninguém estava mais frustrado com Cristo, do que seus discípulos;

O motivo era que eles formavam um importante grupo de interesse, no possível reinado de Cristo Jesus, eles esperavam que Jesus reinando, suas vidas mudariam da água para vinho, já que seriam os ministros e assessores do rei Jesus;

Para piorar a frustração dos discípulos, ao lermos a passagem bíblica do milagre de multiplicação é possível deduzir, que eram eles, quem estavam insuflando a multidão a revolta se contra o domínio romano e tornar Jesus, rei da galileia;

Podemos chegar a esta conclusão por três fatos registrados na bíblia, o primeiro é fato que os discípulos contaram minuciosamente os homens em idade militar, que serviriam para formar o exército de Cristo Jesus, segundo fato é que ao fazer assentar sobre a relva, o povo foi dividido em grupos de homens, semelhantes as formações militares usadas na época; o terceiro fato é que os discípulos espertamente, tentaram fazer jesus, rei sobre todo Israel, justamente na galileia, lugar onde ele havia crescido, além disso, os discípulos eram galileus, assim como o povo, e conheciam muitos dos homens e mulheres ali presente, portanto, eram pessoas que facilmente comprariam a causa de Cristo.

Enquanto serviam a comida ao povo, os discípulos estavam atentos ao ânimo dos homens e quando perceberam que a multidão estava alegre e feliz pela comida grátis, eles começaram a insuflar

Portanto, quando Jesus, se isola deles e não aceita ser fantoche dos seus desejos por poder, isso irrita-os profundamente.

Quando Jesus precisa nos socorrer de nossas idiotices

Após jesus sair sozinho e ir se isolar em monte próximo, os discípulos tiveram que desfazer toda confabulação que estavam montando com o povo, para fazer de Jesus, rei de Israel;

Imagine a vergonha dos discípulos em ter que admitir ao povo, que o mestre não queria ser o rei deles?

Além da vergonha, os discípulos tiveram que desfazer todas as promessas e acordos que haviam feitos em relação ao futuro reinado de Jesus Cristo, pois sem o trono, tais acordos e promessas não tinha valor;

Para piorar, a desistência de Jesus havia envergonhado os discípulos diante de pessoas que eles conheciam, que comerciavam com eles, pessoas que eram amigas e conhecidas, pessoas, que assim como os discípulos, esperavam ansiosamente pela restauração da independência politica de Israel, agora, imagine, você, prometendo a alguém, algo que esta pessoa, tanto espera e depois você precisa ter que voltar atrás em sua promessa, consegue entender a vergonha dos discípulos?

Assim que despediram a multidão, os discípulos subiram no barco e remaram em direção a Cafarnaum, sabendo que Jesus ainda estava no monte; Esta atitude era clara, eles haviam desistido do mestre.

Naquele momento de raiva e vergonha coletiva, todos eles, resolveram abandonar Jesus a própria sorte; Nenhum deles sobe ao monte para avisar o mestre de que estavam indo embora; a verdade é que ninguém queria ir lá, estavam com raiva de Cristo Jesus e decidiram ir embora sem ele, e recomeçar as antigas vidas de outrora.

Em outras palavras, Já que Jesus não serve para ser nosso rei e realizar nossos sonhos, que se lasque sozinho! Foi assim que os discípulos agiram.

Já parou pra pensar, nas inúmeras vezes em que agimos assim? Se Deus não fizer isso ou aquilo, eu saio da igreja! Se Deus não me curar, eu não sou mais crente!

Pior é quando criamos expectativas em cima de pessoas; Se fulano fizer isso, ele é o cara! Fulano não faz, e ficamos irritado com ele.

Assim como os discípulos de cristo, abandonamos pessoas e situações, por que não estão saindo conforme nossa imaginação e expectativas.

O senhor Jesus sabia que eles estavam com raiva dele. Nada lhes disse, apenas os deixou sozinhos. Quando eles subiram no barco e foram para casa, sem jesus, é bem possível, que o mestre tenha visto atitude de abandono, do monte, onde estava, mas, ainda assim, Jesus, nada fez;

Enquanto remavam para casa, em direção a Cafarnaum, ventos vindos do mar mediterrâneo começaram a soprar sobre as águas do lago da galileia, e por mais que os discípulos remassem, não conseguiam se afastar da costa que haviam saído;

Durante a tempestade começaram a perceber que a culpa pela vergonha que passaram e a raiva que sentiam de Jesus, era injustificada.

O mestre jamais havia manifestado desejo algum de ser rei sobre Israel, além disso, não os mandou confabular com o povo, uma revolta civil e militar contra o império romano;

Tudo quanto ocorrera, fora causado pelos próprios discípulos em busca da realização de seus projetos de poder, logo, não havia o porque de abandoná-lo.

Foi ai que avistaram um ser caminhando sobre as águas em direção ao barco, em que estavam; Imaginaram que seria um espírito vingativo que trazia justiça sobre o mal que havia feito ao Jesus, deixando-o sozinho em um local inóspito, porém, Jesus rapidamente afasta esta ideia, se identificando com o nome de Deus: EU SOU!

Neste momento, Pedro, o provável líder da revolta contra Cristo e principal interessado na monarquia de Jesus, pede a Jesus para se encontrar com ele, o senhor permiti, para deixar claro que o perdoava, porém, ao chegar ao meio do caminho entre Jesus e barco, Pedro começa afundar devido à lembrança, da revolta que havia insuflado contra o mestre, deixando-o sozinho, Jesus o socorre e o adverte devido a pouca confiança que este tinha em seu perdão; Por fim, Jesus sobe ao barco, e o vento se acalma, neste momento, a raiva inicial dos discípulos, havia dado espaço a alegria de ter Jesus de volta com eles, logo, eles chegam a Cafarnaum;

Agora, pense! Quantas vezes já tomamos decisões, como os discípulos de Jesus tomaram, sob efeito de fortes emoções? Quantas vezes, depois, de cabeça fria, percebemos que estamos errado em relação a alguém, ou a alguma coisa?

A verdade leitor é que as nossas emoções querem nos dominar e se formos constantemente dominado por elas, viveremos em apuros cada vez piores, como os que discípulos passaram;

Foram dominados pela emoção da ansiedade em fazer Jesus rei de Israel, a fim de que pudessem, resolver suas próprias vidas, o resultado é que tiveram que lidar com a vergonha diante dos amigos e conterrâneos, depois, se deixaram dominar pela raiva e abandonaram Jesus, sendo recompensados com um lago tempestuoso, com frio e fadiga por esforços inúteis; Assim também ocorre em nossas vidas, abandonamos a Cristo por alguma expectativa irreal e sofremos as consequências!

Mas quantas vezes, Jesus, já nos livrou de nossas idiotices? Quantas vezes o senhor nos socorreu de aflições, que nós mesmos causamos?

Se este artigo gerou valor positivo para sua vida, eu tenho 2 livros, físico e e-book, publicados na Amazon que podem abençoar ainda mais a sua vida.Saiba como venci a depressão e ansiedade e como aprendi a conviver em paz com a minha família. Baixe o aplicativo Kindle  gratuitamente para o seu Smartphone ou computador.

As 10 Lições que aprendi com José

jose-pq

As 10 Lições que aprendi com o profeta Elias

elias-pq

Anúncios