Você já foi em um lugar, somente para comer? Ficou sabendo que teria comida gostosa e de graça, e foi, mesmo, sabendo que teria que assistir uma reunião chatíssima… Eu te entendo! Qual foi o cristão que nunca foi em culto, sem vontade de ir, só porque havia comida grátis depois?

Oi, leitor pra você que chegou neste Post, o título acima corresponde a 6º lição da CPAD para a classe de Jovens do 3º trimestre de 2018.

Lições Bíblicas 3° Trimestre de 2018 - Jovens Professor – CPAD

A verdade é que as igrejas evangélicas cresceram, graças a uma combinação poderosa: Palavra de Deus inspirado pelo Espirito Santo, acompanhada de bom caldo! Dúvida? Leia os primeiros capítulos de Atos dos Apóstolos e percebera que os cristãos se reunião na hora de comer, a possibilidade de comida grátis atraia pessoas de fora do grupo, que acabam por ouvir a mensagem do evangelho de Cristo, enquanto a comida estava sendo preparada.

NÃO EXISTE ALMOÇO GRÁTIS COM JESUS

O senhor Jesus havia saído da judeia após a cura de um homem que estava doente a 38 anos; A cura em si não causou problema, mas o fato de ter sido realizada no sábado judeu, sim, ao ponto que Jesus não foi morto, pois ainda não era a hora de morrer;

Na volta para casa, em Cafarnaum, teve que anda por grande extensão da galileia, sua província natal, neste lugar pobre e desprezado pelos demais povos da região, foi seguido de perto por uma multidão de seus conterrâneos;

Enquanto andava e se dirigia a Cafarnaum, jesus aproveitava o tempo e atenção da multidão, para ensinar verdades a respeito do reino dos céus;

O senhor Jesus sabia que boa parte do que ele ensinava ao povo, não era compreendido na hora, mas a semente estava sendo plantada para um futuro próximo; Durante está caminhada, Jesus percebia que as pessoas estavam com fome, além disso, eram em sua grande maioria pobres, vivendo em uma região desprovida de recursos, por fim, o fato de estarem atentos a mensagem de Cristo e avidez que buscavam por sua presença, convenceram a Cristo de que estas pessoas, precisavam ter a fome saciada!

O TESTE DE FÉ DOS DISCÍPULOS

Jesus perguntou a filipe, onde podiam comprar pão para toda aquela multidão? Filipe se lembrou que não tinha dinheiro suficiente, e nem um local perto de onde estavam, que vendesse pão em grandes quantidades;

O fato é que Jesus estava criando uma experiência de fé em seus discípulos, para que após a sua volta aos céus, este viessem a confiar em seu poder, em situações que tivessem de ‘alimentar a multidão’;

O ‘alimentar a multidão’ de hoje, significa falar e viver o evangelho de Cristo; não podemos fazer isso confiando em nossas habilidades ou recursos, mas crendo na graça e no poder de Jesus para sermos suas fiéis testemunhas.

A FÉ DO RAPAZ

A bíblia relata que Jesus recebe em suas mãos 5 pães e 2 peixinhos, que são objetos do milagre de multiplicação, entretanto, pouco fala da fé do rapaz que entregou seu lanche a Cristo.

Todo mundo resolveu seguir a Cristo no deserto, mas somente aquele rapaz tomou precauções a respeito do caminho; ele não sabia por quanto tempo seguiria o mestre, mas sabia que precisava levar algo de comer para sua subsistência;

Outro detalhe que chama atenção, é que não era obrigado a dividir seu lanche com ninguém, mas ao reparar nos constantes olhares de cobiça sobre a bolsa, onde trazia a comida, se deu conta que crianças, mulheres e homens ao seu redor, estavam ‘caindo’ de fome;

Ele então decide procurar os discípulos de Cristo, para ver o podia ser feito com o pouco recurso que tinha, neste momento, ele acaba semeando uma oferta no reino de Deus sem se dar conta disso, o resultado seria maravilhoso;

O MILAGRE

Assim que Jesus recebe os pães e os pequenos peixes, ordena que a multidão se assente sobre a relva, dá graça a Deus pelo alimento e pela fé do rapaz, e por fim, começa a dividir os pães e os peixes em doze cestos para cada um de seus discípulos, a fim de que, estes, sirvam a multidão. O milagre ocorre, enquanto divide o alimento entre os doze cestos; enquanto um cesto cheio é distribuído a uma parte da multidão dividida em 12 grupos, outros cestos estão sendo completados para que venham a ser servidos ao povo;

O RESULTADO DA FÉ

Após toda a multidão ser servida e o povo ficar saciado da fome, Jesus ordena que se recolha o que sobrou dos pães e dos peixes e depositem nos doze cestos; João relata que os doze cestos acaba cheio de alimentos;

E ai ocorre algo surpreendente: os doze cestos foram cheios por dois motivos, primeiro, para que não houvesse desperdício de alimento, e segundo, para que a fé do rapaz que ofertou 5 pães e 2 peixinhos iniciais, fosse recompensada, o jovem volta para casa com 12 cestos cheios de pães e de peixes;

A IMPORTÂNCIA DE INVESTIR NO REINO DE DEUS

O jovem ofertou 5 pães e 2 pequenos peixes em Jesus, o senhor retribui seu investimento com 12 cestos cheios de pães e de peixes, um super-retorno, para tão pouco investimento;

Mas repare um detalhe: a bíblia fala que tinha 12 cestos, da onde saíram estes 12 cestos? Aqueles 12 cestos eram de outras pessoas, que assim como o jovem, vieram prevenidas ao deserto se encontrar com o mestre, entretanto, quando bateu a fome, comeram o que tinha, sob o olhar faminto da multidão ao redor; alguns até pensaram em levar ao Mestre, mas a falta de fé em seu poder e o medo de entregar sua riqueza em troca de nada, lhe impossibilitou que fossem alvos do milagre de Cristo;

Por fim, as pessoas que não ofertaram a Jesus, sua comida, logo, ficaram com fome, novamente; para ‘pagarem’ pelo milagre que não mereciam, deram seus cestos vazios, aos discípulos de Cristo, quando estes requisitaram;

Agora imagine, a vergonha de entregar um cesto vazio, com o cheiro da refeição anterior, denunciando sua falta de fé em jesus, para que este viesse a alimentar toda a multidão?

O pior sentimento foi o remorso, ao verem o rapaz que entregou uma pequena oferta ao senhor, precisar de ajuda, para voltar para casa, com 12 cestos cheios de comida.

Imagine, quantos daquelas pessoas que trouxeram alimento, mas não ofertaram a Jesus, pensando: Podia ter sido eu a ofertar, agora, levaria para casa, comida para o resto do ano…

CONCLUSÃO

Jesus saciou a fome daquela multidão, pois sentiu misericórdia do povo; Sabia que as crianças estavam famintas; sabia que as mulheres não tinha o que dar aos seus filhos; sabia que os homens não tinham de onde tirar alimento para suas famílias;

Jesus também sabia, que aquele povo, não o amava pela sua palavra e sim pelas bençãos que recebiam de suas mãos; E o que dizer de nós? A igreja de Jesus no seculo 21, não tem sido diferente da multidão da galileia, esperando milagres, mas não compreendendo a mensagem de Cristo.

Outros, podendo, semear no reino de Deus, são mesquinhos e incrédulos, retendo o que tem e vivendo de inveja, devido, a benção de Deus, sobre aqueles que confiam em sua palavra e em seu poder.

Que possamos oferecer a Deus o nosso sustento, por que Ele tem cuidado de nós!

Se este artigo gerou valor positivo para sua vida, eu tenho 2 livros, físico e e-book, publicados na Amazon que podem abençoar ainda mais a sua vida.Saiba como venci a depressão e ansiedade e como aprendi a conviver em paz com a minha família. Baixe o aplicativo Kindle  gratuitamente para o seu Smartphone ou computador.

As 10 Lições que aprendi com José

jose-pq

As 10 Lições que aprendi com o profeta Elias

elias-pq

Anúncios