Antes de tudo. Deus é amor! Mas você sabe o que significa o amor de Deus? Bem, com certeza não é igual ao amor humano; O amor de Deus é instrutivo e cuidador, Ele quer o melhor para o ser humano, até porquê foi sua criação. Para que o ser humano possa saber o que é melhor para si mesmo é necessário que consulte o livro de princípios estabelecidos por Deus, a Bíblia sagrada,para que tenha uma vida similar ao plano que Deus estabeleceu para a raça humana.

Se você esta lendo este texto é importante que se pergunte: O que a Bíblia Sagrada significa para você? É apenas um livro comum, que vomita regras, histórias e divide a sociedade ao meio? Ou a Bíblia pra você, é a palavra de Deus registrada  em livro, a fim de que o ser humano possa conhecer o Criador? A resposta a esta pergunta definirá o valor que este texto trará a sua vida; Se para você, a Bíblia é um livro ultrapassado que serve apenas para atrasar o desenvolvimento da humanidade, clique para sair deste site, será uma perca de tempo saber o porquê Deus condena a homoafetividade, afinal, você continuará indo contra a sabedoria divina devido ela ser contrária a sua forma de ver e viver à vida.

1º A HOMOAFETIVIDADE É PECADO.

Simples e direto. A homoafetividade é pecado perante Deus. Aliás, você sabe o que é o pecado? Bem, é tudo aquilo que esta fora dos planos de Deus para o ser humano. Mas qual é o plano de Deus para o homem? O plano é que o ser humano se torne cada vez mais semelhante a Deus. Para que isso ocorra é necessário  que o homem aproxime-se cada vez mais do Criador, a fim de que possa imitar a sua natureza e santidade; Neste processo,  Jesus, serve como ponte até Deus, entretanto,para que venhamos à permanecer na presença de Deus é necessário que respeitemos a sua palavra, desta forma, dizemos ao Criador que aceitamos o plano de vida que ele tem para cada um de nós.

A palavra pecado significa errar o alvo, isto é, todas as vezes em que eu e você praticamos algo que não condiz com a natureza santa de Deus, estamos sendo contra o plano de Deus para nossa vida. Quando pecamos, dizemos ao Criador que temos dificuldade para seguir seu plano à risca. Contudo, quando o pecado se torna um modo de vida, como a homoafetividade, deixamos apenas de cometer um deslize, passamos a declarar abertamente a Deus que somos contrário ao seu plano de vida para nós e para humanidade.  De apenas pecador, tornamo-nos, pecadores obstinados e em estado de revolta contra Deus!  Agora, adivinha quem é o porta-bandeira da revolta e da obstinação contra o Criador? Satanás! Todas as vezes em que fazemos do pecado, um modo de vida, nós tornamos semelhantes a Satanás! Esta afirmação vale para qualquer pecado. Desde uma vida de mentiras, roubos ou de prostituição. Ninguém precisa ficar possesso de demônios para se tornar parecido com Satanás, basta viver uma vida de pecados para tornamo-nos parecido com ele. Ninguém precisa ficar possesso de Demônios para que se torne inimigo de Deus e de sua palavra, basta levar um modo de vida contrário ao que a Bíblia define como correto!

Talvez leitor, você esteja pensando: Será que por um único pecado, eu me tornei um pecador em revolta contra Deus? Claro que não! Todas as vezes em que reconhecemos o nosso erro e aceitamos o sacrifício de Jesus como garantia de perdão, somos perdoados por Deus e aceitos como um de seus filhos. O problema é quando queremos ser filho de Deus sem que abandonemos os nossos pecados. O senhor Deus é um pai santo e exige santidade de seus filhos; Não tem como entrarmos na sala do trono de  Deus, com os nossos pés imundos pela pratica pecaminosa, seja ela qual for; Lembre-se disso: Uma pessoa só se torna parecida com Satanás quando passa a viver no pecado de forma obstinada, sabendo que sua atividade é contrária a vontade de Deus para ela.

Mas porque a homoafetividade  em si, é pecado?

Você deve estar pensado: Por que a Bíblia condena duas pessoas do mesmo sexo, que por livre e espontânea vontade, decidiram satisfazer sexualmente uma-a-outra? Para responder esta pergunta, utilizarei como exemplo um objeto, o dispositivo eletrônico que você esta utilizando para ler este artigo. Não sei se você esta lendo este artigo por um Smartphone, tablet, notebook ou desktop, mas sei, que ,para este aparelho chegar até você, milhares de pessoas tiveram que unir suas mentes e esforços em um único objetivo: Produzir um dispositivo eletrônico com características definidas e imutáveis; Isto significa que todo o trabalho, seja ele artístico, elétrico, químico, bioquímico, de comunicação e praxeológico utilizado para o desenvolvimento deste dispositivo, teve que obedecer a um conjunto de requisitos pré-definidos no projeto original, por fim, quando você comprou o dispositivo, recebeu do fabricante um pequeno livro chamado de manual de instrução de uso, para que você utilize seu dispositivo, conforme as especificações do fabricante e assim sua experiência com o aparelho, seja agradável. Contudo, isto não impede que você, como proprietário do aparelho, desconsidere todo o trabalho dos desenvolvedores e ignore o manual de instrução de uso, utilizando seu dispositivo da forma que você bem entender; Obviamente, no momento em que você resolve agir desta forma, a garantia de proteção contra defeitos de fabricação é perdida. Se você tiver boa sorte, pode ser que seu dispositivo dure por anos, contudo, não se pode esperar muito do hardware, sabendo que o uso não esta conforme as especificações do fabricante; Por outro lado, se você segue à risca as especificações de uso, impostas pelo fabricante do dispositivo, não só, pode contar, com a garantia contra defeitos de fabricação, como provavelmente estenderá a vida útil de seu aparelho por alguns anos.

Assim como o exemplo do dispositivo eletrônico, a mesma lição se aplica ao ser humano, criado à imagem de Deus; O Criador especificou como o homem deve viver,  para que possa cumprir com os objetivos de sua existência; Tais especificações são princípios bíblicos que envolve todas as áreas da vida humana, incluindo o sexo. Obviamente, o leitor é dono de seu próprio corpo e pode fazer uso dele como bem entender, contudo, assim como nos dispositivos eletrônicos, também, temos um período de vida útil, que pode ser reduzido, caso,  não vivamos conforme os princípios de vida estabelecidos pelo Criador em sua Palavra.

Não é apenas o principio criador/criatura que é quebrado, pelo pecado da  homoafetividade, levando Deus a condenar quem o pratica; Há também, alguns outros princípios estabelecidos  por Deus, que são quebrados com o ato homoafetivo. São eles:

O caráter santo do sexo.

Para a maior parte das pessoas que não conhece a Bíblia, o sexo é apenas um forma de diversão e reprodução humana. Contudo, não é assim que ele é encarado pela Bíblia. O livro sagrado revela que Deus criou as relações sexuais como forma de união indissolúvel entre um homem e uma mulher. Para a Bíblia, quando um homem e uma mulher executam uma relação sexual natural, não ocorre apenas uma troca de fluidos corporais e êxtase de prazer para o casal, mas há também, uma união espiritual entre os indivíduos; Diante de Deus, a partir da conclusão do ato sexual, homem e mulher  torna-se uma só pessoa, a união completa do gênero humano em uma só carne.Como recompensa pela união, Deus presenteia o casal com uma nova vida;

O prazer proporcionado pelo sexo passa a ser pervertido.

A palavra perversão significa algo que esta sendo corrompido ou depravado. Em um sentido mais profundo do termo, o ato de perversão é desviar o sentido de existência de alguém ou de alguma coisa. A Bíblia ensina que o prazer obtido na relação sexual dentro do casamento, é uma dádiva de Deus para o casal. Entretanto, a Bíblia condena prazer a qualquer custo; Mas o que seria prazer a qualquer custo? Em  romanos 1.26,27 e 28, lemos:

Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.E,semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;

O apóstolo Paulo definiu que toda paixão, que leva ao sexo não natural em relação ao corpo humano é infame, isto é prazer bestial, um prazer a qualquer custo; Explicando de forma clara: Todo relação sexual em que o prazer é obtido através da dor causada ao outro ou pelo uso da força, obrigando o ato sexual, tais ações são contrarias a palavra de Deus. E tem mais: O apóstolo Paulo chama estes atos de paixões infames! Em outras palavras, são atos causados por desejos violentos, cujo prazer não esta no ato em si, mais na dor que é causada a outra pessoa que sofre a ação!

Quando analisamos a homoafetividade, principalmente a masculina,pela visão Bíblica, podemos perceber o porque dela ser abominada por Deus. O prazer proporcionado por ela, é um prazer pervertido, obtido através da depravação do corpo de outra pessoa.

A relação sexual perde o motivo de existir

Quando Deus criou o homem e a mulher, deixou-lhes algumas ordens; Entre elas, estava a ordem de reprodução da espécie humana. Para que isso fosse possível, o criador preparou o corpo humano para o ato sexual, e o feminino, para posterior, gestação;

Tanto homem, quanto a mulher, ao manterem relações sexuais naturais, não precisam de objetos artificiais para chegarem ao clímax do prazer; Os sistemas endócrino e reprodutor do casal cuidam disso; Por outro lado, na maior parte das vezes, as relações sexuais homoafetivas são efetuadas, mediante o uso de aparelhos, objetos e líquidos artificiais como compensação pela incompatibilidade dos corpos humanos envolvidos no ato.Como se vê,tais artifícios retiram  todo o objetivo do ato sexual proposto por Deus, onde o homem e a mulher conectam seus corpos, suas almas e espirito em um só, tornando-se uma só pessoa e gerando uma nova vida. No ato sexual Homoafetivo isso não é possível. Não existe conexão entre Plugins iguais.

QUAL É A CAUSA DA HOMOAFETIVIDADE, SEGUNDO A BÍBLIA?

Bem, se você consegui ler até aqui, meus parabéns pela paciência. Creio que o leitor esteja reagindo com uma ou mais, das seguintes reações:

  1. Raiva, caso você seja gay e não tenha obedecido o alerta de spoiler dado no inicio do texto.
  2. Confuso, caso você seja gay, mas tenha aceitado as condições impostas no inicio do texto.
  3. Curioso, caso você seja heterossexual e quer saber onde vai dá isto.

Caso você esteja tendo a primeira reação, continue lendo. Agora é tarde demais pra voltar atrás. Para os demais casos, idem;

O apóstolo Paulo foi o escritor bíblico que melhor definiu, a raiz do mal que leva o ser humano ao homoafetividade e a vários outros tipos de pecado; Leia o que ele escreveu aos Romanos, no capitulo 1.18-32:

18 Do céu Deus revela a sua ira contra todos os pecados e todas as maldades das pessoas que, por meio das suas más ações, não deixam que os outros conheçam a verdade a respeito de Deus. 19 Deus castiga essas pessoas porque o que se pode conhecer a respeito de Deus está bem claro para elas, pois foi o próprio Deus que lhes mostrou isso. 20 Desde que Deus criou o mundo, as suas qualidades invisíveis, isto é, o seu poder eterno e a sua natureza divina, têm sido vistas claramente. Os seres humanos podem ver tudo isso nas coisas que Deus tem feito e, portanto, eles não têm desculpa nenhuma. 21 Eles sabem quem Deus é, mas não lhe dão a glória que ele merece e não lhe são agradecidos. Pelo contrário, os seus pensamentos se tornaram tolos, e a sua mente vazia está coberta de escuridão. 22 Eles dizem que são sábios, mas são tolos. 23 Em vez de adorarem ao Deus imortal, adoram ídolos que se parecem com seres humanos, ou com pássaros, ou com animais de quatro patas, ou com animais que se arrastam pelo chão. 24 Por isso Deus entregou os seres humanos aos desejos do coração deles para fazerem coisas sujas e para terem relações vergonhosas uns com os outros. 25 Eles trocam a verdade sobre Deus pela mentira e adoram e servem as coisas que Deus criou, em vez de adorarem e servirem o próprio Criador, que deve ser louvado para sempre. Amém!26 Por causa das coisas que essas pessoas fazem, Deus as entregou a paixões vergonhosas. Pois até as mulheres trocam as relações naturais pelas que são contra a natureza. 27 E também os homens deixam as relações naturais com as mulheres e se queimam de paixão uns pelos outros. Homens têm relações vergonhosas uns com os outros e por isso recebem em si mesmos o castigo que merecem por causa dos seus erros. 28 E, como não querem saber do verdadeiro conhecimento a respeito de Deus, ele entregou os seres humanos aos seus maus pensamentos, de modo que eles fazem o que não devem. 29 Estão cheios de todo tipo de perversidade, maldade, ganância, vícios, ciúmes, crimes de morte, brigas, mentiras e malícia. Caluniam 30 e falam mal uns dos outros. Têm ódio de Deus e são atrevidos, orgulhosos e vaidosos. Inventam maneiras de fazer o mal, desobedecem aos pais, 31 são imorais, não cumprem a palavra, não têm amor por ninguém e não têm pena dos outros. 32 Eles sabem que o mandamento de Deus diz que aqueles que fazem essas coisas merecem a morte. Mas mesmo assim continuam a fazê-las e, pior ainda, aprovam os que fazem as mesmas coisas que eles fazem.

Deus não é reconhecido como Deus.

Vamos analisar o texto sagrado. A primeira lição que ele nos revela é que a verdade de Deus não é reconhecida pelos seres humanos como verdade absoluta e irrefutável. Mas que verdade é essa? Deus não é reconhecido como Deus. Eu explico melhor o que isso quer dizer: Não reconhecemos Deus, como Deus, no momento em que não aceitamos a sua orientação e nem seu conselho, em como devemos viver a vida que ele nos presenteou. Todas as vezes, em que o ser humano não obedece a palavra de Deus, ele esta desrespeitando ao criador.

A Bíblia revela que Deus é um ser soberano, isto é, ele não deve satisfação do que faz ou do que fez a ninguém, ele é um rei absoluto. Talvez o leitor, se recorde das aulas de história sobre as monarquias absolutistas, onde os monarcas detinham quase que todo o poder sobre seus reinos respectivos, entretanto,nenhum deles se compara ao poder absoluto detido por Deus. A Bíblia também revela que Deus é atemporal e imutável. Tais adjetivos significam que Criador não esta sujeito as leis da física e nem do tempo. Apesar de todos estes adjetivos, o ser humano movido por orgulho satânico, não reconhece a soberania divina, portanto, não trata Deus com o devido respeito a sua dignidade. Ao invés de reconhecerem a sabedoria divina revelada na Bíblia, priorizam teses e fábulas que retiram de Deus, o poder de criação e controle do universo. Repare no número cada vez maior de pessoas, que teimam em não reconhecer a existência de Deus,  ou que nunca são gratas à ele, por suas vidas.

Caso o leitor seja gay e também religioso, deve estar se perguntando: Como é que não respeito a Deus, se eu reconheço a sua existência e sou uma boa pessoa? Bem, primeiro. Você não precisa crer na existência de Deus para ser uma boa pessoa, basta seguir os princípios bíblicos e a moral judaico-Cristã para isso. Segundo. A melhor forma de revelarmos o nosso respeito a Deus é obedecendo a sua palavra. Note que nem sempre você vai conseguir obedecer, haverá momentos em que você pecará contra Deus, contudo, o segredo da obediência está na persistência em lutar contra seus desejos carnais. Talvez hoje, você não vença; Amanhã, também não; Mas a perseverança em continuar lutando e não se entrega de corpo, alma e espirito à homossexualidade, é por si só, um sinal de que você ainda tem respeito pela lei do Criador, portanto, é passível de receber a sua graça e a sua misericórdia.

Deus entrega as pessoas aos desejos infames de suas Mentes.

Agora, quer ver como a falta de respeito, para com o Criador, se revela no comportamento humano?  No versículo 24, Paulo escreve que Deus entrega as pessoas que não o reconhecem como Senhor aos desejos do coração. Sabe o que isso significa? Deus esquece das pessoas que não o reconhecem como Criador Soberano. Quando digo que Deus esquece, quero dizer que ele já não se importa mais com o que aquela pessoa faz de sua vida e do seu corpo. É como se a pessoa já estivesse morta para Deus. O resultado do esquecimento divino é que já não há mais limites e nem amarras espirituais  que impede a natureza humana  de revelar toda a sua podridão e imundície. Uma pessoa que foi esquecida por Deus, vive em uma espiral de depravação cada vez mais profunda, provocada pelos desejos de sua mente; Se antes, uma simples foto pornográfica a excitava, logo, já não excita mais; Se antes, um filme pornográfico era o suficiente para a masturbação, logo, precisa de quantidades maiores  de filmes e com cenas pornográficas, cada vez mais pesada, para conseguir a mesma satisfação anterior; Se antes, um único parceiro era o suficiente para relação sexual, logo, a pessoa esta transando com várias pessoas, quando  menos imagina, esta com todas, ao mesmo tempo.

O resultado  de uma vida obstinada no pecado, é que chega uma hora em que Deus não aguenta  tamanha ofensa a sua santidade e a sua pessoa. Ele simplesmente  extermina a existência daqueles que o não o reconhecem como Deus. Um bom exemplo bíblico deste fato, foi a destruição das cidades de Sodoma,Gomorra, Admá e Zeboim, registrada em Gênesis 19. Ambas eram cidades habitadas por pessoas que não reconheciam  a soberania de Deus e nem seguiam a sua lei; A mais conhecida das cidades era Sodoma, cuja característica dos habitantes era a homoafetividade;  A espiral de depravação dos moradores de Sodoma  se tornou absurda, ao ponto, que não se contentavam apenas em fazer sexo entre grupal entre eles, eles cometiam o ato na praça da cidade, a vista de todos! E como se isso não fosse suficiente, tanto crianças, como adultos e velhos participavam da orgia, entretanto , fica pior! Nos dias anteriores a destruição da cidade, os habitantes passaram a obrigar os viajantes e estrangeiros a participarem da orgia à força. A Bíblia relata que nem mesmo os anjos de Deus foram respeitados pelos sodomitas. Se não fosse ação divina, os sodomitas teriam arrombado a porta da casa de Ló e teriam tentado estuprar os anjos enviados por Deus.

A pessoa se torna obstinada no pecado e na revolta contra Deus

Analise comigo, o que diz o ultimo versículo:

 “32 Eles sabem que o mandamento de Deus diz que aqueles que fazem essas coisas merecem a morte. Mas mesmo assim continuam a fazê-las e, pior ainda, aprovam os que fazem as mesmas coisas que eles fazem.

Uma das consequências de uma pessoa que foi abandonada por Deus à sua natureza humana, é que esta pessoa já não sente o que chamamos de peso na consciência, quando pratica atos que sabe, que são errados;

É como se a moralidade ou ética presentes em sua mente, fosse morta aos poucos. Pessoas assim, dormem sem nenhum peso na consciência, não porque estejam de bem com Deus e com a sua palavra, mas porque suas consciências já morreram. A Bíblia chama isto de mente cauterizada.

O resultado final de uma pessoa com a mente cauterizada pelo pecado, é que já não há mais chances de salvação para ela. Ela se tornou inimiga de Deus permanentemente; Já não se contenta apenas com seu pecado, ela promove o pecado como estilo de vida. Ela não só ajuda outra pessoas a pecarem contra Deus, como também, se torna uma guia na revolta coletiva contra sua soberania. Para pessoas com a mente cauterizada, Deus está morto e seu trono esta vazio.

Muitas vezes, Deus permite que esta pessoa tenha algum tempo vida estendido na terra, não porque espera que ela se arrependa de seus pecados, mas para que esta pessoa cumpra com os objetivos de satanás que já estão previstos no plano de Deus.

Existe cura gay?

Eu adoraria terminar este texto dizendo que basta a pessoa levantar a mão para céu e reconhecer seu pecado e aceitar  o sangue de Jesus como oferta em troca do perdão divino, e pronto. Shazam! Ex-Gay. Por mais que seja um ótimo começo (é a primeira decisão a ser tomada, por quem deseja largar a vida homoafetiva) não existe uma cura gay. Até por que homoafetividade não é  uma doença, e sim um comportamento.

Como comportamento, a homoafetividade é um vicío que pode ser tratado. Assim como em qualquer outro vício, quanto maior for a exposição da pessoa  com o meio homoafetivo, maior será a dificuldade em larga-ló;

Outra importante consideração a fazer é que não é possível haver libertação, se o paciente vive com duas idéias antagônicas na cabeça;  Por exemplo, a pessoa diz que reconhece a soberania de Deus, contudo, crer que as partes bíblicas que falam contra a homoafetividade não são inspirados pelo espirito santo. Se você tem ideias semelhantes, desça do muro. Não é possível haver libertação enquanto você não compreender que a homoafetividade é pecado.

E o mais importante de tudo. Você não vai vencer a homoafetividade de um dia para outro. Como qualquer outro comportamento, a homoafetividade é anulada aos poucos, através de pequenos esforços constantes; Talvez você leve anos para se livrar disto, contudo, a se você persistir em busca a libertação, Deus te dará força para vencer as tentações que virão sobre sua vida.

Por fim, uma última coisa: Deus é amor para aqueles que não se distanciam do amor dele.

Se este artigo gerou valor positivo para sua vida, eu tenho 2 livros, físico e e-book, publicados na Amazon que podem abençoar ainda mais a sua vida.Saiba como venci a depressão e ansiedade e como aprendi a conviver em paz com a minha família. Baixe o aplicativo Kindle  gratuitamente para o seu Smartphone ou computador.

As 10 Lições que aprendi com José

jose-pq

As 10 Lições que aprendi com o profeta Elias

elias-pq

Anúncios