conrad roy e carter

Julho de 2014; uma camionete com o motor ligado há algumas horas no estacionamento de uma loja de departamentos, chama atenção dos funcionários e dos clientes que passavam pelo local, até que um deles se aproxima e constata que há  um jovem desacordado dentro do veiculo. Alguns minutos depois, o jovem Conrad Roy é declarado morto devido à asfixia provocado por monóxido de carbono. Até ali, aparentemente mais um caso de um jovem suicida. O luto da família foi intenso, contudo, quem se destacou no funeral foi a então namorada de luto, Michelle Carter. Dias mais tarde, Carter organizaria uma arrecadação de dinheiro para financiar ONGs ligadas à saúde mental, contudo, este ato de caridade escondia o sentimento de culpa da jovem em relação ao seu papel desempenhado no suicídio do namorado, além disso, a jovem se sentia acuada devido a policia ter levado  seu celular para averiguação, já que constava no celular de  Roy que ambos haviam se falado durante o suicídio do rapaz. Dias depois, a polícia indiciou Carter por incentivo ao suicídio, devido as suas mensagens revelarem que ela havia incentivado o namorado a se matar, além disso, a jovem não avisou a família e nem as autoridades do ato, mesmo tendo ciência em tempo real do acontecimento.  O motivo que a jovem alegou, era que desejava receber atenção da família, amigas e da mídia como a namorada enlutada.Finalmente no dia 17 de junho de 2017, 3 anos após o crime, Michelle Carter foi condenada a 2 anos e meio de prisão e uma condicional de 5 anos, pouco, perto das mensagens inquisitivas que levaram o jovem Conrad Roy ao suicídio.

Oi, leitor pra você que chegou neste Post, o título acima corresponde a 9º lição da CPAD para a classe de Jovens do 4º trimestre de 2017.

liçao jovens 4.tri

Casos como este tem ocorrido ao redor do mundo, principalmente envolvendo Jovens e adolescentes. Assim como na violência urbana, a principal causa para a violência cibernética continua sendo a natureza decaída do ser humano, uma natureza propensa a cometer o mal por pura diversão, com um agravante: a internet permite o anonimato, o que dá a sensação de impunidade na maior parte das pessoas. O resultado é que crimes cibernéticos são praticados na certeza de que seus autores não serão investigados e punidos.

Principais crimes cibernéticos

A pratica mais comum de violência cibernética é o ciberbullying, que significa maltratar alguém mais fraco, no caso por meio digital. Tal pratica é facilmente assimilada por crianças e adolescentes, já que é uma extensão da conhecida pratica do bullying escolar. O fato é que ciberbullying pode ser pior do que praticado na vida real, pois as palavras e imagens espalhadas as 4 cantos do planeta através da internet, ferem mais do que socos e ponta-pés, além disso, pode aumentar exponencialmente, o numero de agressores contra uma única vitima.

Pedofilia

Essa uma parafilia estritamente ligada ao homossexualismo. É simplesmente um pecado desumano e perverso que rouba a paz e a inocência da vitima. A palavra pedofilia significa amor por crianças, contudo não é um ‘amor’ sadio, é uma paixão que causa dor e trauma psicológico na vitima. A verdade é que sempre houve pedofilia ao longo da história humana, contudo, ela aumentou consideravelmente através do uso da internet  como meio de proliferação perfeito para a prática do crime.

Crime contra honra

São crimes praticados contra a reputação, honra e memória de uma pessoa e são classificados como:Calúnia,difamação e injúria.

A calúnia é afirmação falsa de que alguém cometeu um determinado crime. Tem se tornado comum entres as mulheres que acusam homens de cometerem delitos sexuais sem que se haja uma prova contundente; os piores casos são as falsas acusações de  estupros  de  crianças por parte do pai, sendo que depois é descoberto que foi uma calunia da mãe para virar ou tirar o pai de perto da criança.

A difamação é a pratica de associar uma  pessoa a um fato que ofende sua honra. É muito comum em casos em que não há crime, contudo, o fato causa vergonha a vitima perante a sociedade. Por fim, a injúria refere se aos xingamentos que ofende a dignidade de uma pessoa.

A conduta do Cristão

É simplesmente impossível conciliar o caráter cristão com a natureza covarde e desprezível do ciberbullying,da pedofilia ou dos crimes contra a honra  de uma pessoa. Uma coisa é você discorda de alguém e ironizar sua conduta, outra bem diferente é você agredir esta pessoa com palavras e imagens. O apóstolo Paulo deixou um conselho ao jovem Timóteo que é valido para todos os cristãos: “ninguém despreze a sua juventude; mas sê o exemplo dos fiéis , na palavra, no trato, no amor,no espírito, na fé, na pureza”(1tm4.12)

beatles tais araujo
Isso é ironia..
jean-wyllys-racista
Isso é crime de Injúria...

Assim como a jovem Michelle Carter imaginava, muita gente acredita que a internet é uma terra sem lei, portanto livre para cometer todo tipo de injúria, calúnia e boato contra outra pessoa, entretanto, tanto a legislação americana quanto a Brasileira prevê punições para atitudes semelhantes a da jovem americana.

Conclusão

Uma boa forma de enfrentar o bullying:

Se este artigo gerou valor positivo para sua vida, eu tenho 2 livros, físico e e-book, publicados na Amazon que podem abençoar ainda mais a sua vida.Saiba como venci a depressão e ansiedade e como aprendi a conviver em paz com a minha família. Baixe o aplicativo Kindle  gratuitamente para o seu Smartphone ou computador.

As 10 Lições que aprendi com José

jose-pq

As 10 Lições que aprendi com o profeta Elias

elias-pq

Anúncios