O profeta Ageu em seu livro no capítulo 2.12-13, relata que perguntou aos sacerdotes do templo do senhor, “Se alguém leva carne santa na orla das suas vestes, e com ela tocar no pão, ou no guisado, ou no vinho, ou no azeite, ou em outro qualquer mantimento, porventura ficará isto santificado? E os sacerdotes responderam: Não. E disse Ageu: Se alguém que for contaminado pelo contato com o corpo morto, tocar nalguma destas coisas, ficará ela imunda? E os sacerdotes responderam, dizendo: Ficará imunda.”

A resposta dos sacerdotes a pergunta de Ageu, esclarece que se algo começou errado, vai terminar errado. Além disso, deixa claro que não bastar ter boas intenções, é necessário que o princípio da ação seja correto e esteja de acordo com a vontade de Deus. Trazendo esta lição bíblica para o assunto de hoje, a perspectiva cristã acerca da corrupção e da má politica é clara: toda ação cujo princípio é ou esta contrário a vontade do senhor Deus, terá consequências nefastas e nunca será perfeita. Isso significa que jamais haverá política sem corrupção e enquanto houver um estado intervencionista, haverá espoliadores controlando-o. O motivo é simples. A formcomo o estado se financia é errada perante a bíblia. Os 2 principais meios são os impostos e tributos e o inflacionamento da moeda corrente. No primeiro caso, o estado obriga as pessoas sobre seu poder, a repassar parte de seus ganhos para que não sejam presas ou sofram perseguições por parte dos agentes do estado, já no segundo caso, o estado obriga as pessoas e as instituições sobre seu poder, a usarem uma moeda sem lastro de confiança e depois inflaciona o número de circulação desta moeda,sem que haja uma produção de bens e de serviço que incorpore todo o dinheiro que esta na praça.(uma comparação simplista, relacionado a inflação da moeda: imagine que você tenha uma vasilha de 1kg de sorvete com apenas 200 gr do produto, contudo você quer mais 800 gr de sorvete, entretanto você não tem tempo e nem dinheiro para comprar, então tem uma ideia maravilhosa: enche a vasilha de água e açúcar, até completar os 1 kg de sorvete. depois que coloca em pratica a sua idéia maravilhosa, descobre que não tem nem sorvete e nem água doce, apenas um aguado sem sabor. assim que funciona a inflação de moeda) . nos 2 casos de financiamento, o estado precisa usar a coerção, isto é a força bruta, para obrigar que sua política seja seguida; A bíblia chama isso de roubo, e o senhor Deus deixou claro que não aceitaria o roubo como uma conduta aceitável. Desta forma, a corrupção estatal é uma consequência do ato coercitivo usado pelo estado para se financiar, logo é impossível que a mesma possa ser erradicada sem que se erradique o estado junto.

mas qual deve ser o posicionamento cristão em relação a política e a corrupção? A bíblia relata a história de inúmeros homens e mulheres que foram atores políticos em seu tempo, a maior parte fez o que não agradava a Deus, mas alguns deles se destacaram por serem fiéis e justos em seu trabalho. O que cristão deve saber é que ele tem o direito de influenciar e participar da política de sua nação, contudo buscando servir a Deus em 1º lugar, além disso, ele deve buscar combater políticas contrárias a palavra de Deus ou políticas que aumente o poder de intervenção do estado na vida privada das pessoas, entretanto, jamais deve se esquecer que o estado não é um modelo de boas praticas e que a corrupção é intrínseca ao funcionamento do estado.

Oi, leitor pra você que chegou neste Post, o título acima corresponde a 7º lição da CPAD para a classe de Jovens do 4º trimestre de 2017.

liçao jovens 4.tri

Para os curiosos : Porque a corrupção é inerente ao serviço estatal ?

O economista e prêmio Nobel, Milton Friedman, descreveu as 4 formas que possíveis de se gastar dinheiro:

1° – Quando gastamos nosso próprio dinheiro com nós mesmos; neste caso, sempre nos esforçando em fazê-lo da melhor forma possível, afinal, é o fruto de nosso trabalho, dos nossos esforços. Por isso procuramos sempre a melhor relação custo-benefício na hora de comprar qualquer produto ou serviço e evitamos desperdício.

2° – Quando gastamos o nosso dinheiro com outra pessoa, comprando um presente para alguém, por exemplo. Neste caso, sempre calculamos o valor do presente em função da importância e do merecimento da pessoa e principalmente se temos ou não condições para isso.

3° – Quando gastamos o dinheiro de outra pessoa conosco. Um bom exemplo é imaginar alguém nos oferecendo um almoço no restaurante que escolhermos. Com toda a certeza, escolheremos um restaurante melhor e mais caro do que aquele que optaríamos num dia qualquer, afinal, não seríamos nós que pagaríamos a conta.

4° – Quando gastamos o dinheiro de uns com outros, tendo como exemplos se alguém nos desse um dinheiro para comprar um presente para uma terceira pessoa ou nos mandasse fazer um serviço utilizando material que não foi comprado por nós. Neste caso, as considerações que teríamos na 1° e 2° formas desapareceriam, afinal, não haveria razão para nos preocuparmos com o bom uso desse dinheiro.

Adivinha qual é a forma que os agentes públicos utilizam na hora de gastar o dinheiro dos impostos?

Conclusão

É interessante se fazer um paralelo entre a forma de Deus financiar a sua obra e o estado financiar as suas. Deus sempre deixou claro que seus filhos é quem deveriam financiar seu reino na terra, contudo, jamais os obrigou. Seja para construir o tabernáculo no deserto ou construir e manter os 1º e o 2º templo em jerusalém, Deus sempre ordenou:” Fala aos filhos de Israel, que me tragam uma oferta alçada; de todo o homem cujo coração se mover voluntariamente, dele tomareis a minha oferta alçada.” Êxodo 25:2. Seja o dizimo ou oferta, o fato é que Deus não obriga ninguém a contribuir para seu reino, se a pessoa o faz, faz por fé.

Quer saber mais a respeito deste tema?

Porque o estado tem fundamentos AntiCristãos

Porque as políticas de esquerda são antibíblicas

PORQUE É INEVITÁVEL A SEPARAÇÃO DO BRASIL EM PAÍSES MENORES, SEGUNDO A BÍBLIA

Se este artigo gerou valor positivo para sua vida, eu tenho 2 livros, físico e e-book, publicados na Amazon que podem abençoar ainda mais a sua vida.Saiba como venci a depressão e ansiedade e como aprendi a conviver em paz com a minha família. Baixe o aplicativo Kindle  gratuitamente para o seu Smartphone ou computador.

As 10 Lições que aprendi com José

jose-pq

As 10 Lições que aprendi com o profeta Elias

elias-pq