O que é preconceito pra você? E a Discriminação? Quando se fala em preconceito em uma roda de conversa, a maior parte das pessoas entende que se trata do chamado preconceito negativo, contudo, a melhor definição pra preconceito é uma opinião ou juízo pré-concebido sobre algo ou alguém,sendo que este preconceito pode ser positivo ou negativo. Baseamos nossos preconceitos em fatos reais ou imaginários que ocorreram no passado, seja conosco ou com outra pessoa a qual temos informações a respeito; quando associado ao medo,os nossos preconceitos, fazem parte do instinto de defesa, já que reagimos a possíveis riscos a nossa vida baseados no medo que por sua vez se fundamenta em algo ou alguém que sabemos ser perigoso ao nosso bem estar.

Oi, leitor pra você que chegou neste Post, o título acima corresponde a 6º lição da CPAD para a classe de Jovens do 4º trimestre de 2017.

liçao jovens 4.tri

O certo é que todo mundo tem preconceitos. Se você ouvir alguém dizendo não ser preconceituoso, esta equivocada. O fato é que temos opiniões pré-formadas sobre tudo e sobre todos.  A questão é o que fazemos com estás opiniões pré-formadas? Dependendo do contexto, entra a discriminação. Mas qual é a definição de Discriminação? E a ação de separar ou segregar algo ou alguém baseado em uma opinião pré-formada, basicamente, a discriminação é o preconceito em ação, ou seja, preconceito e discriminação anda junto. Mas um detalhe: assim como preconceito pode ser positivo, a discriminação também pode ser positiva.

Infelizmente, parte das palavras de nosso vocabulário tem perdido o sentido e o significado original dos termos, palavras como preconceito e discriminação ficaram ligadas apenas aos casos negativos, onde o ser humano age de forma hostil e injusta com o próximo, devido a uma cosmovisão intolerante, contudo nem sempre as palavras preconceito e discriminação significam este tipo de atitude.

Segundo o psiquiatra Theodore Dalrymple em seu livro Em defesa do preconceito é impossível vivermos sem nenhum pressuposto básico, qualquer que seja a decisão que tomarei na vida, irei recorrer a pressuposto já concebidos. De fato quando recusamos a necessidade de preconceitos na vida, logo, recusamos qualquer autoridade sobre nosso comportamento moral, seja esta autoridade a religião, a história, a família ou as convenções sociais, com tempo, perdemos importantes reguladores de comportamentos antissociais. O fato é que precisamos de bom senso para reconhecer quando um preconceito deve ou não ser rejeitado e precisamos também de humildade para mudar os nossos pressupostos quando estes são prejudiciais a vida humana.

defesa do preconceito

Mas o que a bíblia diz a respeito deste assunto?

O termo preconceito não existe na bíblia, contudo o apóstolo Tiago foi quem melhor combateu o que conhecemos hoje como preconceito negativo, ao exortar o que ele chama de ‘Juízes de maus pensamentos’ Tg 2.4. Nesta passagem, Tiago, condena aqueles que menosprezam os afortunados com base em motivações erradas e padrões errados. Além disso, o próprio Jesus combateu o preconceito e a discriminação negativa em seu ministério, através da cura de inúmeros samaritanos e pessoas não bem vista pela sociedade judaica da época, por fim os evangelhos registram que Jesus convivia com publicanos (cobradores de impostos do governo romano), prostitutas, samaritanos e leprosos. Por fim, o senhor Jesus comissionou seus discípulos a irem por todo mundo pregando o evangelho.

Preconceito e discriminação negativa na igreja primitiva

Contudo a bíblia também registra que os discípulos de Jesus eram negativamente preconceituosos em relação aos samaritanos, sendo que o próprio Jesus tinha ordenado que o evangelho fosse anunciado em Samaria, à situação perdurou até que o Deus interviu ao mudar a mente de Pedro, através de visões, onde deixava claro que seu preconceito negativo em relação aos samaritanos era injusto. Entretanto não foi o suficiente, já que a bíblia declara que um Judeu, nascido na Ásia(Turquia atual) por nome de Felipe, foi orientado pelo espírito santo a levar o evangelho à Samaria, devido ao fato dos apóstolos de Jerusalém não deixarem seus preconceitos negativos de lado e continuarem a discriminar negativamente os samaritanos, com isso finalmente o ide de cristo foi cumprido, porém quando lemos Atos dos Apóstolos, podemos concluir que o evangelho se espalhou entre os gentios devido ao trabalho dos judeus que nasceram distantes da Judéia, o que mostra que este estavam livres dos pressupostos negativos da religião e tradição judaica, portanto abertos para novas experiências.

Imago Dei

esqueletos

Desde o inicio da raça humana, Deus através de sua palavra, combate qualquer preconceito negativo referente ao homem, pois declara que fez o ser humano, ‘a sua imagem e semelhança’, isso significa que o ser humano é semelhante ao senhor, logo qualquer tipo de pressuposto que retire do ser humano a sua dignidade  é uma ofensa contra Deus.

A tolerância religiosa

Recentemente no Brasil, vem ocorrendo o que jornalistas críticos aos evangélicos, chamam de ‘perseguição as crenças africanas’, tal perseguição não vem sendo empreendida por pastores e fieis e sim por traficantes de drogas que cresceram ouvindo falar que os orixás são demônios. O fato é que o senhor Jesus não nós deu o direito de usar a força coercitiva em espaço público contra qualquer pessoa, por esta crer em um deus diferente do nosso. Entretanto, tolerância religiosa não significa tolerância de idéias e sim de pessoas, ou seja, devemos tolerar as pessoas, contudo combater suas idéias e ideais que não estejam de acordo com a bíblia. Infelizmente, muitos cristãos tem se deixado amoldar pela tolerância do mundo, onde as idéias não podem ser atacadas para não ofender uma ‘minoria’ disso ou daquilo, caso contrário, estamos oprimindo uma vitima da sociedade machista, patriarcal e intolerante… Em resumo, o cristão não pode viver como cristão, segundo o modelo de tolerância do mundo.

Conclusão

Preconceitos e discriminações negativas sempre existiram e continuaram a existir, contudo cabe ao cristão lutar para se libertar de todos eles. Relembremo-nos das palavras do apóstolo Paulo: ‘E não sede conformados com este mundo, mas sedes transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.’ Que possamos para que cada vez mais fiquemos parecidos com Jesus Cristo.

Se este artigo gerou valor positivo para sua vida, eu tenho 2 livros, físico e e-book, publicados na Amazon que podem abençoar ainda mais a sua vida.Saiba como venci a depressão e ansiedade e como aprendi a conviver em paz com a minha família. Baixe o aplicativo Kindle  gratuitamente para o seu Smartphone ou computador.

As 10 Lições que aprendi com José

jose-pq

As 10 Lições que aprendi com o profeta Elias

elias-pq

Anúncios