O que é pior para você leitor, a extrema pobreza ou a desigualdade econômica entre ricos e pobres? A resposta a esta pergunta, não é simples, mas ela diz se você apóia políticas econômicas baseadas em princípios bíblicos ou se você acredita em políticas socialistas.

A resposta bíblica é clara e simples. O cristão deve combater a pobreza extrema. Quanto a desigualdade, esta sempre existirá, enquanto houver seres humanos vivos. A verdade é que políticas ou pessoas que tentam diminuir a desigualdade econômica ou de oportunidades estão remando contra a maré, não de esforços humanos, mas sim de leis e princípios estabelecidos por Deus, através de sua palavra.

Princípios e leis econômicas estabelecidas por Deus:

Lei da semeadura ou de ação e reação.

Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.
Gálatas 6:7

Lei da oferta e procura.

Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á. Mt 7:8

“Funciona bem, agrada aos consumidores e não é regulado? O governo tem de proibir!”

Lei do investimento.

Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás. Ec 11.1

As 10 lições que Jesus nos ensina sobre investimentos

Lei do esforço, meritocracia e do empreendedorismo.

Quer enriquecer? Siga o conselho de JESUS

Quer enriquecer? Siga o conselho de JESUS- parte 2

ESFORÇO REPETITIVO VS. ESFORÇO EFETIVO

Por outro lado, a pobreza extrema é uma situação onde o ser humano, mal consegue arcar com as despesas para sua própria sobrevivência ou de sua família. Segundo o banco mundial, a condição  de extrema pobreza é caracterizada nos casos em que se recebe menos de 1,9 dólares por dia.

Oi, leitor pra você que chegou neste Post, o título acima corresponde a 4º lição da CPAD para a classe de Jovens do 4º trimestre de 2017.

liçao jovens 4.tri

Mas Qual é a Fonte da Pobreza, Segundo a a Bíblia?

Na lição passada, falamos sobre as causas da fome, onde pontuei que a bíblia deixa claro que a queda do homem devido ao pecado, ocasionou a maldição do solo e tornou a escassez um problema crônico, contra qual o homem deve lutar; além disso,o trabalho passou a ser desgastante, com isso, os frutos dos esforços humanos, se tornaram difíceis de ajuntar e manter.

Em decorrência disso, a bíblia deixa claro que a pobreza é uma característica constante no padrão de vida humano, devido ao pecado, sendo que o próprio Jesus, deixou claro em MARCOS 14.7, que a pobreza sempre existiria.

O Pobre e o Amor ao Próximo

Apesar de Jesus esclarecer que a pobreza sempre existiria no mundo, ele também deixou importantes ensinamentos enfatizando o combate à pobreza e ajuda ao próximo. Mesmo em Mc 14.6-7, Jesus esclarece que sempre deveríamos ajudar as pessoas mais necessitadas, contudo, isso deveria ser feito, não apenas com dinheiro, mas também com tempo e oportunidade certa, tudo isso dentro da vontade de Deus.

Um dos mais emblemáticos ensinamentos de Jesus no combate a pobreza, se encontra em Lucas 14, onde Jesus ensina que devemos abrir nossas carteiras e convidarmos à mesa do jantar, as pessoas que nada podem nos oferecer, em troca de nossa ajuda e gentileza, desta forma estaremos fazendo o que Deus espera de nós.

Continua abaixo, mas antes deixa eu falar sobre um cara…

Imagine ser rejeitado por sua família, ser escravizado, ser punido com a prisão por um crime que não cometeu, e ainda assim, superar tudo isso e alcançar seu sonho? Conheça a surpreendente história de José, e as lições que podemos tirar dela, para vencemos os obstáculos de nossa vida!

jose-pq

A verdade é que Deus sempre se preocupou com os necessitados, conforme atestam os seguintes versículos:

Ex23.6: Não perverterás o direito do teu pobre na sua demanda.
Pv14.31: O que oprime o pobre insulta àquele que o criou, mas o que se compadece do necessitado o honra.
Pv19.17: Ao Senhor empresta o que se compadece do pobre, ele lhe pagará o seu benefício.
Pv 22.22: Não roubes ao pobre, porque é pobre, nem atropeles na porta o aflito;
Porque o Senhor defenderá a sua causa em juízo, e aos que os roubam ele lhes tirará a vida.
Pv 28.27: O que dá ao pobre não terá necessidade, mas o que esconde os seus olhos terá muitas maldições.
Tg2.5: Ouvi, meus amados irmãos: Porventura não escolheu Deus aos pobres deste mundo para serem ricos na fé, e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam?
1.jo 3.17-18: Quem, pois, tiver bens do mundo, e, vendo o seu irmão necessitado, lhe cerrar as suas entranhas, como estará nele o amor de Deus?  Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade.

Este último versículo bíblico define o caráter de um cristão. Não tem como uma pessoa dizer que ama a Deus e não se importar com o sofrimento alheio, sendo que podendo ajudar, não ajuda.

Teologia da Libertação

auto da compadecida
Auto da compadecida- filme brasileiro inspirado na teologia da libertação

Apesar de a bíblia demonstrar cuidado com o pobre e o necessitado, a pobreza em si, não é condição especial para a salvação, além disso, o evangelho de Cristo esta centralizado em sua morte e ressurreição e não na pobreza.

Entretanto, a teologia da libertação interpreta a bíblia, a partir da lente da ideologia marxista, sendo assim, a bíblia deixa de ser a palavra de Deus e passa ser apenas um livro que retrata a luta de classe entre ricos e pobres.

Tal corrente teológica é de origem católica e tem como objetivo coordenar a luta revolucionária a partir do altar da igreja católica. Além disso, a teologia da libertação trata o pecado não como um ato de revolta contra Deus e sim como um efeito da pobreza e da desigualdade, sendo assim, apenas ricos e poderosos pecam e vão para o inferno, por outro lado, os pobres e necessitados estão automaticamente salvos, pela sua condição de pobreza em detrimento do sacrifício de Jesus Cristo.

A política econômica e a desigualdade social no Brasil

Existem muitos fatores que contribuem para a desigualdade econômica entre as pessoas, dentro de um mesmo país, contudo, o fator que mais contribui é o fator humano.

Os Seres humanos são diferentes entre si. Cada ser humano tem interesses semelhantes ao próximo, porém o nível de satisfação é único e individual em cada pessoa, logo, não é possível sermos iguais se temos níveis de felicidade diferente.

Contudo, as principais ideologias revolucionárias pregadas no mundo adotam a visão de que é possível passar uma régua imaginária em todo ser humano e torna-ló uma mera amostra de toda humanidade, é como se as pessoas pudessem ser reduzidas a objetos feitos em massa, se esquecendo, do fator individualismo, presente, em todos nós.

Geralmente as ideologias que pregam a igualdade entre os seres humanos, vêem apenas a questão econômica das relações interpessoais, é como se toda a vida humana se reduzisse a dinheiro e números. Por outro lado, a bíblia é contrária a toda política ou ideologia que despreze o pecado e a natureza humana decaída, e no tocante as questões econômicas, ela apresenta uma série de princípios que podem auxiliar no combate a pobreza extrema.

E por falar em política de estado, contrária a Bíblia… Teve um cara que enfrentou todo um aparato estatal, para impedir que políticas contrárias a lei de Deus, fossem implantadas em sua nação. E sabe o que aconteceu? O exército de um homem só, venceu a disputa. Quer saber mais sobre ele?

Elias foi um dos caras mais resilientes da Bíblia, justamente porque sabia suportar as dificuldades da vida, mais nem sempre foi assim… que ver? As 10 lições que aprendi com o profeta Elias.

elias-pq

Os princípios econômicos da bíblia são:

1º Incentivo ao Trabalho e a Repreensão à Preguiça.

Pv 6.6-11: Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio.
Pois ela, não tendo chefe, nem guarda, nem dominador,Prepara no verão o seu pão; na sega ajunta o seu mantimento.Ó preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono?Um pouco a dormir, um pouco a tosquenejar; um pouco a repousar de braços cruzados;Assim sobrevirá a tua pobreza como o meliante, e a tua necessidade como um homem armado.

Ec 9.10: Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.

1 ts 4.11: E procureis viver quietos, e tratar dos vossos próprios negócios, e trabalhar com vossas próprias mãos, como já vo-lo temos mandado;

Ef 4.28: Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade.

Este é um principio basilar para a geração de riqueza e aumento da produtividade econômica. O fomento ao trabalho é uma característica bíblica e histórica na cosmovisão cristã.

2º  Limitação da Função e do Poder  do Governo

1 pe 2.13-14: Sujeitai-vos, pois, a toda a ordenação humana por amor do Senhor; quer ao rei, como superior;Quer aos governadores, como por ele enviados para castigo dos malfeitores, e para louvor dos que fazem o bem.

Partindo do princípio de que todos os seres humanos são passíveis de erros e de pecados e que o estado e o governo são compostos de pessoas·falíveis, o poder de coerção do estado deve ser limitado, tanto para evitar o totalitarismo, quanto para não impedir o direito de escolha das pessoas. Em geral quanto maior é a liberdade econômica de uma nação, maior é o seu índice de produtividade econômica.

Quer reduzir a pobreza de maneira definitiva? De início, eis as 12 políticas que têm de ser abolidas

3º Condenação as Reservas de Mercado e a Manipulação da Economia

Pv 3.27-28: Não deixes de fazer bem a quem o merece, estando em tuas mãos a capacidade de fazê-lo.Não digas ao teu próximo: Vai, e volta amanhã que to darei, se já o tens contigo.
A bíblia condena a manipulação econômica afim de manter o status quo ou monopólios oligárquicos, através de reservas de mercado em detrimento da maioria da população.

4º Proteção da Propriedade Privada

Ex 20.15: Não furtarás.
At 5.4: Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus.

Tudo aquilo que não tem um dono específico é mal gerido. Toda propriedade pública acaba por sofrer do chamado ‘tragédia dos bens comuns’; onde todo mundo é dono, ninguém manda. Além disso, ao longo da história humana, as nações que mais prosperarão ao longo dos séculos, foram, justamente, aquelas que garantiram o direito a propriedade privada.

As dez leis fundamentais da economia

5º Ênfase na Liberdade Responsável

1 co 8.9:  Mas vede que essa liberdade não seja de alguma maneira escândalo para os fracos.

1co 6.12: Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.

1.co 10.23: Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam.

Para que haja crescimento e produtividade econômica é fundamental que as pessoas tenham liberdade individual de empreender e de errar. A teologia cristã parte do princípio que o homem tem a liberdade de fazer as suas próprias escolhas, contudo, deve arcar com as conseqüências.

Assistência e Desenvolvimento

O cristão é chamado por Deus para contribuir na diminuição da pobreza extrema, através da doação voluntária e sacrificial, ajudando primeiro a sua própria família (1 Tm 5.8), depois outros cristãos (Gl 6.10) e por fim as demais pessoas próximas a ele. Contudo  não basta queremos ajudar, precisamos ajudar de forma sábia e construtiva.

Estes termos significam que devemos ajudar na falta e na necessidade de alguém responsável e jamais subsidiar o irresponsável. A escritura não nos chama a salvar os preguiçosos da pobreza, ao contrário, ela no ensina a servir e complementar aqueles que busca sair da pobreza através do trabalho.

Fontes Econômicas:http://www.mises.org.br

 

Anúncios