“Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens”

Já ouvi falar no dilema do peixe de aquário? Repare-nos peixes que vivem em um aquário, por mais que o aquário seja o mesmo de sempre, eles não param de nadar por toda a borda do recipiente a procura de algo novo. Porque será? O instinto do peixe lhe diz que o mundo não é apenas aquele aquário. Apesar de ter nascido em cativeiro, a sua espécie teve origem em um local amplo, seja um rio ou no mar, e por mais que este peixe jamais saia das 4 paredes de Vidro do aquário com vida, nada tira dos peixes, o instinto de que existe algo melhor do que aquele ambiente em que vivem, enquanto este ‘algo melhor ‘ não surge, eles continuam incessantemente, buscando o seu habitat  de origem.

Oi, leitor pra você que chegou neste Post, o título acima corresponde a 10º lição da CPAD para a classe de Jovens do 3º trimestre de 2017.

Lição Jovens - 3° trimestre de 2017

Assim como os peixes de aquários, os seres humanos têm dentro de si mesmos, uma esperança, um sentimento, que lhes diz que existe algo a mais do que o mundo que vemos e sentimos. Para aqueles que conhecem a Deus, este mundo já esta presente em suas vidas. Entretanto, nem todo ser humano buscar por voltar a sua origem espiritual, muitos deles se acostumaram às paredes do Aquário e fizeram delas seu ‘deus e sua única casa’, para estas pessoas, o que existe é apenas o aquário, onde vivem. O instinto de busca por algo melhor, que há dentro delas foi corrompido, ao invés de escaparem do aquário e voltarem para o oceano, querem aumentar a todo custo às paredes do aquário sem quebrar os vidros e sem vazar água. Resumindo: buscam um milagre, só que sem a interferência divina.

O nome que se dá pra este tipo de pessoa é materialista. Uma pessoa materialista esta seguindo um conjunto de pensamento filosófico centrado unicamente na realidade da matéria, isto é do palpável, do que é perceptivo ao ser humano. O materialismo nega a existência do sobrenatural, do transcendente, na filosofia materialista não existe a verdade absoluta, aliás, quase tudo é relativo no materialismo, com exceção da matéria.

A filosofia materialista teve origem no V A.C, através da teoria do átomo de Demócrito, o qual defendia que o universo e tudo o que nele existe é formado por átomos (partículas invisíveis da matéria) o que não deixa de ser uma ironia, pois o materialismo surgiu de uma teoria que basicamente diz que tudo o que existe é feito de algo que os sentidos humanos e nenhuma tecnologia consegue ver ou identificar, em outras palavras, a matéria surgiu do ‘nada’ que é feito de outro ‘nada’. Com o passar do tempo, a filosofia materialista ganhou corpo e adeptos, principalmente a partir do Iluminismo, sendo que seu auge se deu com o materialismo Dialético de Hegel, Marx e Engels.

As conseqüências para o mundo, desde então tem sido avassaladora e sanguinária. O principal fruto da filosofia materialista é o socialismo. Por onde houve movimentos ou revoluções socialistas, ocorreram destruições, genocídios e selvagerias. O motivo é que o socialismo busca a igualdade de bens e não de espírito. A filosofia socialista é calcada na idéia de que apenas bens e matérias é que fazem o mundo e a vida ter sentido, por isto é necessário se redistribui-lós, de preferência à força. Mas não é só no campo da política que o materialismo tem seus discípulos, no campo da ciência, particularmente da física e da biologia, o apego a matéria encontrou fortes defensores em Neil deGrasse Tyson e Richard Dawkins.

Mas o que a Bíblia tem a dizer a respeito desta filosofia? Jesus, contou uma parábola a respeito de um homem materialista. Este homem trabalhou por muito tempo ajuntando riquezas para si, quando percebeu que era extremamente rico e que não tinha falta de nada, disse a si mesmo, que podia descansar folgar, pois tinha o controle de seu futuro em suas mãos, contudo, naquela mesma noite morreu, e Deus lhe perguntou: o que você construi para quem ficará? A moral da história: do que adianta focar tanto na matéria se você vai permanecer por pouco tempo vivo? Uma futilidade que o materialismo provoca no ser humano é achar que o perecível é eterno e não perceber que a eternidade nós cerca de todos os lados.

Além disso, a bíblia é a principal contracultura a cultura do materialismo, não obstante, todo movimento que teve sua origem no materialismo, sempre se dedicou a perseguir a leitura ou distribuição da Bíblia, pois ela relembra ao ser humano que ele é um pecador, que precisa de Deus,que sua vida terrena é passageira, que sua alma é eterna e que um dia ele haverá de prestar contas ao criador da vida.

Depressão,um mal de nosso tempo

A igreja Louvará eternamente ao Senhor

Se este artigo gerou valor positivo para sua vida, eu tenho 2 livros publicados na Amazon que podem abençoar ainda mais a sua vida.Saiba como venci a depressão e ansiedade e como aprendi a conviver em paz com a minha família.Baixe o aplicativo Kindle  gratuitamente para o seu Smartphone ou computador.

jose-pq

As 10 Lições que aprendi com José

elias-pq

As 10 Lições que aprendi com o profeta Elias

Anúncios