Oi, leitor pra você que chegou neste Post, o título acima corresponde a 7º lição da CPAD para a classe de Jovens do 1º trimestre de 2017.

licoes-de-jovens-do-1-trimestre-de-2017
Comentarista: Alexandre Coelho

Já imaginou como seria o mundo sem que a reforma protestante tivesse ocorrido? A revista superinteressante especulou em uma de suas edições os possíveis cenários que teríamos hoje. O mundo seria pobre e igualitário com pouco tecnologia no cotidiano das pessoas, isso significa que não haveria smartphones, internet e nenhuma rede social como conhecemos atualmente, provavelmente estaríamos dando os primeiros passos na revolução industrial, o sistema capitalista estaria restrito aos países escandinavos e ao reino unido e suas colônias, o resto do mundo viveria sobre o sistema mercantilista. A população mundial, que nos dias atuais ultrapassa a marca de 7 bilhões de pessoas, seria bem menor, abaixo do 1 bilhão devido a baixa expectativa de vida, por fim os governos dos estados-nação estariam sobre o controle de monarquias absolutistas apoiadas pelo clero da igreja romana. Com certeza seria um mundo diferente do que conhecemos.

         A reforma protestante foi necessária devido a secularização da igreja romana. Enquanto os cristãos dos 3 primeiros séculos da era cristã foram perseguidos pelo império romano, a igreja cresceu e se manteve fiel a doutrina dos apóstolos, contudo, após ser legalizada pelo imperador Constantino e aceitar a interferência imperial na liturgia, doutrina e clero, a igreja primitiva abriu um precedente perigoso: o alinhamento da igreja com o estado.

         No início da aproximação entre a igreja e o estado, houve avanços notáveis na vida dos cristãos. Nesta época a bíblia foi traduzida para o latim, o que facilitou a divulgação do evangelho por todo o império romano, além disso, por não estarem sofrendo mais perseguições por parte do estado, os cristãos prosperarão financeiramente, contudo, aproximação cristã com o estado fez com que as doutrinas cristas fossem amoldadas aos costumes e rituais pagãos.

         Antes que Lutero pregasse suas 95 teses em wintteberg, inúmeros cristãos de épocas passadas, tentaram fazer com que a igreja romana voltasse as raízes do evangelho de Jesus, grupos de cristãos como os albigenses, waldenses, Hussitas e grupos monásticos viam a mundanização da igreja como uma necessidade de renovação espiritual e doutrinária.

         Apesar das inúmeras lutas e dificuldades enfrentadas pelos cristãos que abraçaram a reforma luterana, os frutos da renovação cristã foram surpreendentes, como a tradução da bíblia para as diversas línguas europeias, a renovação do interesse no evangelho por parte dos europeus, o aumento do interesse em conhecimento teológico e arqueológico e o surgimento do capitalismo.

         Após 500 anos, a reforma protestante se tornou um marco na história humana devido a provocar uma mudança de paradigma na humanidade. Contudo, se faz necessário os cristãos manterem a vigilância aos eventos cotidianos, principalmente aos que ocorrem no mundo cristão, pois representam sinais de que precisamos manter os princípios da reforma vivos em nossa fé, são também sinais de que devemos cuidar para não repetir o erro da igreja romana, seja se aproximando do estado ou se amoldando a maneira de viver e pensar do mundo secular.

Se este artigo gerou valor positivo para sua vida, eu tenho 2 livros publicados na Amazon que podem abençoar ainda mais a sua vida.saiba como venci a depressão e ansiedade e como aprendi a conviver em paz com a minha família.Baixe o aplicativo Kindle  gratuitamente para o seu Smartphone ou computador.

elias-pq

As 10 Lições que aprendi com o profeta Elias

jose-pq

As 10 Lições que aprendi com José

Anúncios