Oi, leitor pra você que chegou neste Post, o título acima corresponde a 4º lição da CPAD para a classe de Jovens do 4º trimestre de 2016, aliás se não leu a 3º lição clique aqui.

licoes-biblicas-de-jovens-do-4-trimestre-de-2016
comentarista: Thiago Brazil

Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a ele.Rm 12:2

submissao
a melhor adoração: andar com Deus

Leitor você conhece o conceito de submissão do ponto de vista bíblico? Sabia que este é o segredo de uma esposa feliz, segundo a bíblia? A mulher deve ser submissa ao marido e este por sua vez tem que ama-lá como Jesus amou sua igreja se entregando por ela; o conceito bíblico de submissão significa tornar a missão do outra pessoa, a sua principal missão em detrimento de seus desejos e vontades, isso no casamento cristão significa que a esposa torna a missão do marido sua prioridade na vida, em troca o marido deve estar disposto a dar a sua vida pela esposa, se pensamos bem, é uma ótima troca para a mulher, afinal isso significa que o homem deve fazer tudo quanto for possível pela vida e bem estar de sua esposa, entretanto não é sobre casamento que esta lição trata, e sim sobre a vontade divina sendo cumprida servindo como adoração, neste caso o principio  da submissão válida para casamento cristão também tem aplicação em uma vida de adoração segundo a vontade de Deus, à medida que conhecemos sua vontade e nós submetemos a ela, deixamos de lado o que queremos e fazemos aquilo que o pai quer de nós, pelo motivo deles nós amar e ter entregado Jesus para morrer por nós.

vontade-de-deus83
Colocando em prática o conceito de Submissão

Vamos ver alguns exemplos de heróis da fé que aplicaram o conceito de submissão a vontade de Deus na suas vidas.

sacrificio-de-isaque
Quando a adoração exige sacrifício pessoal
  1. Abraão: a partir de um homem, o cumprimento do plano de Deus para todas as famílias da terra

Se você perguntar para a maior parte dos cristãos, todos eles já ouviram falar de Abraão, ao menos uma vez na vida, provavelmente até as pessoas que não são cristãos já ouviram falar a respeito do sumério que ouviu uma voz em sua cabeça dizendo que devia sair de sua casa, do meio de seus parentes e comunidade e ir para uma terra distante e diferente que seria mostrada pelo dono da voz, o interessante que o cara além de ouvir e levar a sério a voz que falava com ele, ainda convenceu o pai e sobrinho a ir junto na aventura nômade, se você para pensar que ninguém mais ouvia a tal voz e que não tinha bíblia ou profeta para dizer que Deus existia e falava com as pessoas dá para imaginar a fé que cara tinha na voz na sua cabeça. Provavelmente hoje diriam que cara era doido, afinal ouvindo vozes dizendo que ele tinha que deixar sua família, sua comunidade e sair por ai sem rumo, é no mínimo estranho para a maior parte das pessoas, não obstante  Jesus disse em Jo 3.8 “O vento sopra onde quer, e ouve-se o barulho que ele faz, mas não se sabe de onde ele vem, nem para onde vai. A mesma coisa acontece com todos os que nascem do Espírito.” e o apóstolo São Paulo encerrou a questão em 1 Co 2:14-15

Mas quem não tem o Espírito de Deus não pode receber os dons que vêm do Espírito e, de fato, nem mesmo pode entendê-los. Essas verdades são loucura para essa pessoa porque o sentido delas só pode ser entendido de modo espiritual. A pessoa que tem o Espírito Santo pode julgar o valor de todas as coisas, porém ela mesma não pode ser julgada por ninguém.

Voltando a historia de Abraão, o cara não só entendeu à vontade de Deus para sua vida como também aceitou sua vontade, aqui está a razão que o tornou uma benção para humanidade através do séculos,  o cara agarrou o propósito de Deus e tornou sua missão de vida, seu sonho principal, lembra o que escrevi acima sobre o conceito bíblico de submissão? Abraão colocou o conceito em prática na sua vida, sua submissão foi tamanha que nem mesmo quando Deus pediu seu filho Isaque como oferta de sacrifício o cara não recusou, o que me faz refletir que nem sempre à vontade de Deus será fácil de cumprir ou aceitar, algumas vezes vamos ter que cortar a própria carne para conseguir aprovação divina, neste ponto devemos ter em mente que a vontade divina nós colocará em oposição contra a família, sociedade, dinheiro e principalmente contra os nossos mais profundos extintos.

Agora valeu a pena do ponto de vista humano, Abraão ter cumprido à vontade de Deus?

Bem se você conhece um pouco das 3 principais religiões monoteístas do mundo(cristianismo,islamismo e judaísmo) deve saber que Abraão é referência de conduta nas 3, isso significa que para metade da população do planeta, Abraão é um exemplo a ser seguido, agora imagine você no lugar dele gerando valor espiritual para 3,5 bilhões de pessoas, e não só isso, mas a bíblia relata que Abraão foi um homem rico na sua época, que teve vários filhos que originaram nações e  nos  momentos finais de sua vida,aos de 175 anos, teve a companhia de seus dois filhos queridos: Isaque e Ismael, que conviveram pacificamente em respeito ao pai, no fim o maior presente de Deus para Abraão em vida foi este: ter seus filhos junto de si, vivendo em paz, algo que seus futuros descendentes não fazem.

isaque-e-rebeca
E se Isaque não se guarda-se para Rebeca, sua oração seria ouvida? e se Rebeca fosse feminista dos tempos antigos, teria casado com Isaque?
  1. Isaque: quem espera à vontade de Deus recebe a melhor parte

Voltando ao conceito de submissão, uma das conseqüências da pessoa que vive em submissão à vontade de Deus é que seus descendentes são abençoados pela sua fidelidade, foi o que ocorreu com Isaque, que herdou tudo quanto seu Pai Abraão construirá ao longo de sua vida, outra importante conseqüência da submissão à vontade de Deus, é que a pessoa submissa deixa aos filhos um importante testemunho de fé e exemplo de vida em que na maior parte dos casos, os filhos tendem a seguir, foi também o caso de Isaque, que segui o exemplo do pai, o que chama atenção na questão do exemplo é que Deus se apresenta a Isaque dizendo que era o Deus do pai dele e que seria com ele como tinha sido com Abraão, foi o suficiente para que Isaque passasse a crer no Deus do pai. Gn 26.24

Naquela noite o Senhor apareceu a ele e disse:— Eu sou o Deus de Abraão, o seu pai. Não tenha medo, pois eu estou com você. Por causa do meu servo Abraão, eu abençoarei você e farei com que os seus descendentes sejam muitos.”

 

pensador
Vejamos…

Pergunta chata: se Deus chegasse e dissesse aos seus familiares que é seu Deus, será que sua família teria fé nele, devido ao seu exemplo de vida?

Agora leitor entenda uma coisa: estar cumprindo a vontade de Deus, não te livra de problemas na sua família e nem dificuldades no seu cotidiano. Isaque estava vivendo conforme o exemplo do pai, dentro da vontade de Deus, mesmo assim tinha dentro de casa uma briga entre os filhos e depois de um tempo, ele e sua mulher Rebeca passaram a tomar partido do filho preferido piorando a situação, quando não estava tendo problema dentro de casa, tinha que conviver com os vizinhos briguentos e invejosos, entretanto, apesar de tudo, dos erros e dos problemas, Isaque conseguir se manter fiel a vontade de Deus na sua vida, qual foi seu ganho com isso? Primeiro a aprovação divina, segundo, seus dois filhos se reconciliaram ainda durante sua vida e assim como pai Abraão, Isaque ao final dos seus 180 anos de vida, teve a felicidade de ver seus dois filhos ao seu lado nos momentos finais de vida.

  1. Como posso saber se estou fazendo à vontade de Deus e, por isso, adorando-o

Depois deste dois exemplos de adoração através de uma vida dedicada ao senhor, começa a sessão de perguntas chatas: qual é a motivação de sua vida? Você sabe o que esta fazendo no mundo? A sua vida tem propósito? Para que você nasceu?

criancas-judias-aprendendo-a-torah
Que tipo de filho você é?

Na Parábola dos dois filhos, Jesus explica que existe dois modos para o ser humano encarar à vontade de Deus em sua vida. O primeiro é ouvi e entender o plano divino para sua vida e dizer que aceita, entretanto, ficar apenas nas palavras, e com as escolhas de vida negar o cumprimento do plano divino. A outra é o cara dizer que não quer aceitar a vontade de Deus, bate o pé e dizer que não vai fazer, entretanto, descobrir o amor e a graça divina e devido a isso, sentir constrangimento e aceitar o plano divino mesmo sem querer inicialmente, aliás este foi o exemplo do apóstolo São Paulo, no inicio era perseguidor dos cristãos, contudo, quando se encontrou com Jesus, mudou sua maneira de pensar e viver. Voltando a Jesus, o mesmo fala na parábola da semeadura, que algumas sementes caíram no meio de pedras e logo nasceram já que a terra não era profunda, contudo, suas plantas secaram quando sobreveio o sol, entretanto, Jesus também fala da sementes que caíram em terra boa, levou um tempo para nascer a planta, mas ao nascerem deram frutos, assim são as pessoas em relação ao vontade de Deus, alguns facilmente a aceitam e depois não consegue vive-la completamente, outros são difíceis de aceitar, entretanto quando aceitam não voltam atrás.

E você leitor que tipo de pessoa é?  As que dizem que aceitam e não fazem à vontade divina, ou aquelas que são sinceras e mesmo não querendo fazem à vontade de Deus, ao descobrir o amor divino pela humanidade, no fim se submete a plano divino?

oracao-e-sub
A melhor adoração se resume a submissão

Sua resposta leitor será determinada pelo valor que você tem do conceito de submissão bíblica.

 

Anúncios